ANFO

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nitrato de Amônio granulado usado numa mina de potássio pela K+S AG
sacos contendo ANFO


ANFO, acrónimo do inglês Ammonium Nitrate / Fuel Oil, é um explosivo produzido pela mistura de hidrocarbonetos líquidos (geralmente óleo diesel, por vezes querosene), com nitrato de amônio.

consiste em 94% de nitrato de amônio granulado (NH4NO3), (AN) que atua como oxidador e absorvedor para o combustivel – com 6% de combustivel fóssil.

Nos EUA é usado na agricultura, como fertilizante. em 1970 estudantes da University of Wisconsin–Madison (Universidade Wisconsin-Madison) usaram em um protesto, é um dos primeiros usos como armamento. [1] [2]

A capacidade destrutiva deste composto foi descoberta quando, em um porto no Golfo do México na década de 20, um navio de fertilizantes explodiu após vazamento de óleo diesel.

ANFO ocasionalmente foi usado por grupos como IRA, ETA e palestinos. Uma variante mais sofisticada da reação de ANFO padrão foi usado no Atentado de Oklahoma na Cidade de Oklahoma.

Muito usado em obras civis, devido à sua alta estabilidade e segurança de armazenamento e manuseio. Só pode ser detonado com uma cápsula de Azida de chumbo ou Fulminato de mercúrio.

Ele se misturada com pó de alumínio pode aumentar a sua sensibilidade e poder destrutivo formando o ANFOAL.

Obs: ANFO é um explosivo comercial de alto poder destrutivo, que pode substituir o M-80 ou M-60 das minas e outras bombas. A vantagem do ANFO é seu baixíssimo custo. ANNM, ou nitrato de amônio e nitrometano, é a variação mais poderosa do ANFO.

References[editar | editar código-fonte]

  1. Mathiak, Harold A.. Pothole Blasting for Wildlife. [S.l.]: Wisconsin Conservation Department, Madison, Wisconsin 53701, 1965. p. 11.
  2. Mike Davis. Buda's Wagon: A Brief History of the Car Bomb. New York: Verso, 2007. p. 53. ISBN 1844671321. .



Ícone de esboço Este artigo sobre Química é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.