The Woman in Black (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de A Mulher de Preto)
Ir para: navegação, pesquisa
The Woman in Black
A Mulher de Negro (PT)
A Mulher de Preto (BR)
Pôster brasileiro.
 Reino Unido
 Canadá
 Suécia

2012 • cor • 118 min 
Direção James Watkins
Produção Guy East
Richard Jackson
Roy Lee
Simon Oakes
Brian Oliver
Paul Ritchie
Todd Thompson
Tyler Thompson
Roteiro Jane Goldman
Elenco Daniel Radcliffe
Ciarán Hinds
Shaun Dooley
Janet McTeer
Alisa Khazanova
David Burke Liz White
Sidney Johnston
Aoife Doherty
Alexia Osborne
Mary Stockley
Paul J. Dove
Misha Handley
Alfie Field
Lucy May
Barker Harry
Oliver Newman
Neil Broome
Lee Steele
John R. Walker
Gênero Terror psicológico
Drama
Idioma inglês
Música Tomandandy
Edição Jon Harris
Estúdio Cross Creek Pictures
Hammer Film Productions
Alliance Films
UK
Film Council
Talisman Productions
Exclusive Media Group
Film i Väst
Filmgate Films
Lançamento Reino Unido 10 de fevereiro de 2012
Estados Unidos 3 de fevereiro de 2012
Brasil24 de fevereiro de 2012
Portugal8 de março de 2012
Orçamento US$ 15 milhões[1]
Receita US$ $126,143,243[2]
Cronologia
Último
Último
The Woman in Black: Angels of Death
Próximo
Próximo
Página no IMDb (em inglês)

The Woman in Black (A Mulher de Preto, no Brasil e A Mulher de Negro em Portugal) é um filme de 2012, do Reino Unido, de terror. The Woman in Black é dirigido por James Watkins e escrito por Jane Goldman e é baseado no romance homônimo de Susan Hill. É produzido e filmado nos estúdios da Hammer Film Productions, um dos grandes estúdios de terror/suspense dos anos 60 e 70. O filme é estrelado por Daniel Radcliffe, Ciarán Hinds, Janet McTeer, Sophie Stuckey e Liz White.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Na Era eduardiana, o jovem advogado Arthur Kipps (Daniel Radcliffe) vive com seu filho de quatro anos de idade, Joseph (Misha Handley) e babá de seu filho (Jessica Raine). A esposa de Kipps,Stella (Sophie Stuckey) morreu após o parto. Kipps é atribuído a lidar com a propriedade de Alice Drablow, dona de uma mansão inglesa conhecida como Eel Marsh House, onde vivia com seu marido, o filho Nathaniel, e sua irmã Jennet Humfrye (Liz White). Embora os moradores queiram que ele vá embora, Kipps faz amizade com Sam Daily (Ciarán Hinds), um rico fazendeiro e sua esposa Elisabeth (Janet McTeer).

Na Eel Marsh House, localizada em uma ilha cheia de pântanos, Kipps vai para um quarto no andar de cima depois de ouvir passos e vê uma mulher vestida de preto fora da janela. Ele corre para os pântanos e as testemunhas do afogamento de Nathaniel. Acreditando que ele seja real, ele relata o avistamento na delegacia local e, enquanto lá, dois meninos trazem uma menina que havia tomado lixívia, ela morre nos braços de Kipps. Kipps considera que o advogado local trancou sua filha no porão.

Kipps fica sabendo com os Dailys que eles tinham um filho, Nicholas (Sidney Johnston), que se afogou enquanto brincava na praia. Nicholas possui Elisabeth e chama uma mulher pendurada que Kipps percebe que é Jennet. Mais tarde na Marsh, Kipps descobre notas que mostram que Jennet era mentalmente instável e era a verdadeira mãe de Nathaniel, mas a guarda foi concedida a Alice. Após a morte de Nathaniel nos pântanos, Jennet se enforcou. Kipps fica a noite na Eel Marsh House, em meio a inúmeras experiências paranormais com a Mulher de Preto e os filhos que ela teve se suicidam. Quando Sam leva Kipps de volta à cidade, a casa do delegado pega fogo. Kipps tenta resgatar a filha do delegado trancada no porão, mas a mando da Mulher de Preto ela quebra uma lanterna de querosene a seus pés, e é consumida pelas chamas.

A sra. Daily explica que os habitantes da cidade acreditam que quando alguém vê a Mulher de Preto uma criança comete suicídio. Seu filho a possui novamente e revela que o filho de Arthur Kipps é a próxima vítima. Sam e Kipps recuperam o corpo de Nathaniel e o enterra com sua verdadeira mãe, pensando que se enterrasse Nathaniel com sua mãe ela pararia os ataques. Kipps, em seguida, vai encontrar com seu filho na estação ferroviária e diz para a babá que eles tem que voltar imediatamente a Londres. A mando da Mulher de Preto, Joseph pula nos trilhos e começa a caminhar em direção a um trem que se aproxima. Kipps corre e agarra Joseph. Ainda de pé sobre os trilhos com Joseph, Kipps olha para cima para ver a plataforma agora deserta. Ele vê sua falecida esposa e percebe que ele e seu filho morreram. Os três juntos caminham em direção de uma luz.[3]

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Atores Personagens
Daniel Radcliffe Arthur Kipps
Ciarán Hinds Mr. Daily
Shaun Dooley Fisher
Janet McTeer Daily's wife
Alisa Alice drablow
David Burke
Liz White Jennet Humfrye
Sidney Johnston Nicholas Daily
Aoife Doherty Lucy Jerome
Alexia Osborne Victoria Hardy
Mary Stockley Mrs. Fisher
Paul J. Dove The Village Butcher
Teresa Churcher Mrs. Hardy
Misha Handley Joseph Kipps

Críticas[editar | editar código-fonte]

As críticas para o filme foram, em geral favoráveis. Desde 24 de Maio de 2012, o filme tinha uma taxa de aprovação de 65% no Rotten Tomatoes com base em 171 comentários, com uma classificação média de 6/10, e um comentário que diz: "O tradicional é uma falha, The Woman in Black troca sangue por calafrios, embora não possa oferecer um número suficiente deles para os telespectadores sintonizados com moderno, horror high-stakes".[4] O filme recebeu uma classificação de 62% no Metacritic, indicando avaliações favoráveis.

Receita[editar | editar código-fonte]

Durante a semana de estréia, The Woman in Black ganhou US$ 20 milhões, a maior bilheteria dos EUA para um filme da Hammer, sendo US$ 25 mundialmente, o filme também se tornou a maior bilheteria de um filme de terror britânico em 20 anos.[5]

Sequência[editar | editar código-fonte]

Em 2 de abril de 2012, a Hammer Films anunciou que haveria uma sequência de The Woman in Black, que atualmente é chamado de The Woman in Black: Angels of Death. No filme já se passaram 40 anos depois do primeiro filme, e centra-se em "um casal e da experiência que eles têm quando se deparam com a assustadora casa que Arthur Kipps investigou." O romance original do autora Susan Hill vai ajudar com a história, e será escrito por Jon Croker. O projeto conta atualmente com nenhum diretor ou elenco.[6] [7]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]