A Trilogia de Nova York

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

The New York Trilogy é uma série de romances escritos por Paul Auster. Originalmente publicados em sequência como City of Glass (1985), Ghosts e The Locked Room (ambos em 1986), foram desde então reunidos num único volume.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

É um livro de suspense-mistério-policial de Paul Auster que contém três histórias, as quais contém, diferente de muitos livros do gênero, peças e referências a outros livros, a outras obras. Seus personagens vão descobrindo e refletindo sobre si e sobre o espaço, e as coisas que vão acontecendo ao seu redor. É muito mais que uma narração de fatos, muitas das histórias são mais os pensamentos dos personagens do que ações propriamente ditas; existe referências, muitas, sobre as ruas e paisagem da cidade de New York, mas toda essa imagem da cidade, toda essa fotografia labirintica da cidade moderna fica a "mercê" da própria consciência dos personagens a cerca delas. Existem partes que elas são enumeradas, parte a parte, mas que de modo geral, parece ser usada mais para demonstrar o ambiente labiritinco mental, do estado do personagem do que propriamente da cidade.

"City of Glass" tem uma relação intertextual com Cervantes Don Quixote. Não só o protagonista Daniel Quinn compartilhar suas iniciais com o cavaleiro, mas quando Quinn encontra "Paul Auster, o escritor", Auster está no meio de escrever um artigo sobre a autoria de Don Quixote. "Auster", chama seu artigo uma "leitura imaginativa", e em que ele examina as identidades possíveis da Cide hamato Benengeli, o narrador do Quixote.

Ghosts[editar | editar código-fonte]

A segunda história, Ghosts, é sobre um detetive particular chamado Blue, treinado por Brown, que está a investigar um homem chamado Black em Orange Street para um cliente chamado White. Blue escreve relatórios escritos para White que, por sua vez lhe paga pelo seu trabalho. Azul torna-se frustrado e perde a si mesmo como ele se torna imerso na vida de Black.

The Locked Room[editar | editar código-fonte]

The Locked Room é a história de um escritor que não tem a criatividade para produzir ficção. Fanshawe,[1] seu amigo de infância, tem produzido trabalho criativo, e quando ele desaparece o escritor publica seu trabalho e substitui-lo em sua família. O título é uma referência a um "locked room mystery", uma forma popular de ficção sobre detectives.

Adaptações[editar | editar código-fonte]

City of Glass foi adaptado em 1994 por uma experimental experimental graphic novel de Paul Karasik and David Mazzucchelli, aclamada pela crítica. Ela foi publicada como City of Glass: A Graphic Mystery em 2004.

In 2009, Audible.com produziu uma versão em áudio de The New York Trilogy, narrada po Joe Barrett, como parte de uma Modern Vanguard liha of audiobooks.

Alusões e referências em outros trabalhos[editar | editar código-fonte]

City of Glass é referido em um videojogo de 2001, Metal Gear Solid 2: Sons of Liberty, que contem um personagem chamado Peter Stillman.[2]

Referências

  1. Referência a Nathaniel Hawthorne's novel Fanshawe' - Heiko Jakubzik: Paul Auster und die Klassiker der American Renaissance. Dissertation, Universität Heidelberg 1999, p. 7 (online text)
  2. In Auster's novel, Stillman is either the would-be feral child or his delusional father: they share the same name.