Acrólito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A Antinous Mondragone, busto de uma imagem acrolítica de adoração da deificada Antínoo.

Na Antiguidade Clássica, um acrólito (do grego: acros, extremidade, e lithos, pedra) era uma estátua cujo tronco era feito de madeira e as extremidades (cabeça, mãos e pés) de mármore.

A madeira era ocultada por douradura ou, mais habitualmente, por tapeçaria, e as peças de mármore eram expostas isoladamente à vista. A escultura criselefantina, similar e mais antiga, utilizava marfim ao invés de mármore, e normalmente havia ouro sobre o corpo.

Os acrólitos eram frequentemente mencionados por Pausânias, sendo que o exemplar mais conhecido é a Athene Areia de Plateias, em Plateias.

Exemplos de esculturas acrolíticas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre escultura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Acrólito