Alfred Hrdlicka

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Alfred Hrdlicka (27 de fevereiro de 1928 - 5 de dezembro de 2009) foi um escultor, pintor e artista plástico austríaco.[1] Uma de suas obras localizadas na Suíça é o Monumento contra a Guerra e o Fascismo instalado desde 1991 na praça do Museu Albertina.[1] Hrdlicka era opositor da guerra, violência e do fascismo, pensamento de grande influência na temática de suas obras. Era marxista e ateu.[2]

É autor de obras polêmicas, como a A Última Ceia, que mostram Jesus Cristo em atitudes homossexuais e em orgias com os apóstolos apresentadas no museu da Catedral de Viena e posteriormente removidos.[2] A pintura em preto e branco mostra a masturbação entre os apóstolos com carícias e sinais de ingestão de bebidas alcoólicas.[2] Outra obra polêmica era a da Crucificação, onde o Cristo possui um pênis nítido na pintura, apesar de seu rosto não ser mostrado.[2]

Trabalhos (seleção)[editar | editar código-fonte]

  • Roll over Mondrian. Aguafuerte, 1967.
  • Monumento a Friedrich Engels en Wuppertal, 1981.
  • Gegendenkmal en la Stephansplatz de Hamburgo, 1985/86.
  • Mahnmal gegen Krieg und Faschismus (memorial contra a guerra e o fascismo) em Viena. Escultura, 1988-91.

Notas e referências

  1. a b Folha Online. Morre o artista plástico e ativista austríaco Alfred Hrdlicka. Visitado em 06/12/2009.
  2. a b c d Folha Online. Quadro de Jesus em orgia é exposto na Catedral de Viena. Visitado em 06/12/2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Alfred Hrdlicka
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.