Análise léxica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Análise léxica é o processo de analisar a entrada de linhas de caracteres (tal como o código-fonte de um programa de computador) e produzir uma seqüência de símbolos chamado "símbolos léxicos" (lexical tokens), ou somente "símbolos" (tokens), que podem ser manipulados mais facilmente por um parser (leitor de saída).

A Análise Léxica é a forma de verificar determinado alfabeto. Quando analisamos uma palavra, podemos definir através da análise léxica se existe ou não algum caracter que não faz parte do nosso alfabeto, ou um alfabeto inventado por nós. O analisador léxico é a primeira etapa de um compilador, logo após virá a análise sintática.

O analisador léxico funciona de duas maneiras:

Primeiro estado da análise[editar | editar código-fonte]

A primeira etapa lê a entrada de caracteres, um de cada vez, mudando o estado em que os caracteres se encontram. Quando o analisador encontra um caracter que ele não identifica como correto, ele o chama de "estado morto" então, ele volta à última análise que foi aceita e assim tem o tipo e comprimento do léxico válido.

Um léxico, entretanto, é uma única lista de caracteres conhecidas de ser um tipo correto. Para construir um símbolo, o analisador léxico necessita de um segundo estado.

Segundo estado da análise[editar | editar código-fonte]

Nesta etapa são repassados os caracteres do léxico para produzir um valor. O tipo do léxico combinado com seu valor é o que adequadamente constitui um símbolo, que pode ser dado a um parser. (Alguns símbolos tais como parênteses não têm valores, e então a função da análise não pode retornar nada).

A análise léxica escreve um parser muito mais fácil. Em vez de ter que acumular, renomeia seus caracteres individualmente. O parser não mais se preocupa com símbolos e passa a preocupar-se só com questões de sintática. Isto leva a eficiência de programação, e não eficiência de execução. Entretanto, desde que o analisador léxico é o subsistema que deve examinar cada caracter único de entrada, podem ser passos intensivos e o desempenhos se torna crítico, pode estar usando um compilador.

Token[editar | editar código-fonte]

Um Token em computação é um segmento de texto ou símbolo que pode ser manipulado por um analisador sintáctico, que fornece um significado ao texto; em outras palavras, é um conjunto de caracteres (de um alfabeto, por exemplo) com um significado coletivo.

Tokens são os padrões que ocorrem em uma string, por exemplo: em uma data, 29/03/1991, poderia utilizar dois tokens para dividir a string em três partes, utilizando a barra / como padrão. Desse modo, qualquer data que for inserida poderá ser dividida e analisada separadamente em dia, mês e ano. O mesmo pode ser feito com expressões regulares, mas o método de tokens utiliza muito menos processamento, e, portanto, é mais rápido, apesar de não ser tão robusto.

Análise léxica do Python[editar | editar código-fonte]

Como a linguagem de programação Python passa por um interpretador, existe a necessidade implícita de analisar o código-fonte colocado dentro do interpretador (entrada: tokens), para que o código funcione corretamente (saída: parser).

Python é dividido em linhas lógicas que são separadas pelo token newline. Como Python não há a definição de início e fim de blocos de códigos, e sim por identação, os delimitadores são o Ident e o Dedent. São vários os tipos de tokens que são reconhecidos pela linguagem, como: identificadores, palavras-chaves, classes reservadas, strings, números inteiros, operadores, delimitadores, sequências, listas, dicionários, funções, classes, etc.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre programação de computadores é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.