Anthomedusae

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaAntomedusas
Haeckel Anthomedusae.jpg

Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Cnidaria
Classe: Hydrozoa
Ordem: Anthomedusae
Haeckel, 1879
Famílias
Ver texto
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Anthomedusae

Os hidrozoários gimnoblásticos, Anthoathecatae ou Anthomedusae, constituem uma ordem da Classe Hydrozoa ou, segundo outros sistemas taxonómicos, uma subordem dos Hydroidea (ou Hydroida). Caracteriza-se pelos seus zoóides - as antomedusas (formas livres medusóides), que se apresentam nus, não envoltos numa cápsula, sendo, por isso, também chamados de Gymnoblastea (Gymno = nu + Blastos = embrião). Têm ainda sido designados pelos nomes de Gymnoblastica (Perrier - enquanto ordem), Gymnoblastidae (Delage e Hérouard - enquanto subordem) Tubulariae, Tubularida, e Athecata.

Possuem quatro tentáculos muito ramificados, com um manúbrio (grupo central de tentáculos, em redor da boca) alargado, sobre o qual se encontram as gónadas, de origem subepidérmica. Em geral, têm ocelos, mas sem estatocistos (ao contrário do que acontece com as leptomedusas). São medusas craspédotas, ou seja, têm véu ou craspédon.

Os pólipos, solitários ou formando colónias, não apresentam hidroteca.

Haeckel: "Tubulariae"

Classificação[editar | editar código-fonte]

Subordem Capitata
Subordem Filifera
Incertae sedis

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  • FRADE, Fernando. Antomedusas in "Enciclopédia Verbo Luso-Brasileira da Cultura, Edição Século XXI", Volume II, Editorial Verbo, Braga, Janeiro de 1998
  • HOUAISS, Antônio; Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa; Lisboa; Temas e Debates; 2005

Ligações externas[editar | editar código-fonte]