Aoristo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde dezembro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Aoristo é um tempo verbal existente nas línguas indoeuropeias, como o grego e o sânscrito. Aoristos, em grego, significa sem limite. Numa tradução mais livre, significa indefinido ou indeterminado. O aoristo indica uma ação verbal ou acontecimento, sem definir absolutamente o seu tempo de duração, ou sem definir com precisão o tempo em que a ação ocorreu. É uma espécie de tempo passado indefinido, indeterminado. Nas línguas comuns e modernas, este tempo verbal não existe.

Os verbos em aoristo podem ser traduzidos de diferentes maneiras conforme o contexto. Um modo/tempo que é como algo que denota um ato único de qualquer tipo, sem fixação nenhuma do tempo de sua ocorência. A ação verbal aorista representa aspecto isolado, pontual e momentâneo.

Pode, dentre outras formas, ser entendido com um gerúndio + particípio passado; ex; “tendo feito”, "tendo chegado". Indica ainda ações que não podem ser caracterizadas como ocorridas num momento determinado do tempo. A ação ocorre uma única vez, de uma vez por todas. O conceito não é de fácil compreensão para falantes de línguas que não tenham essa forma verbal.

Conforme a “Gramática do Novo Testamento Grego” de James H. Moulton (tomo I, 1908, pag. 109), o aoristo tem como efeito converter a um momento, ou seja, considera a ação como num curto instante: representa um momento de entrada (início) [...] ou de término [...] ou faz foco numa ação completa de algo que tenha ocorrido simples e isoladamente, sem distinguir passos ou detalhes do progresso da ação.

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Aoristo