Aretas III

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Aretas III foi um rei nabateu, no período de 87 a.C. a 62 a.C..

Biografia[editar | editar código-fonte]

Um denário de prata cunhado por volta de 58 a.C. , onde Aretas III aparece ajoelhado ao lado de um camelo.

Aretas ascendeu ao trono após a morte de seu pai, Obodas I. Durante seu reinado, ele estendeu o reino Nabateu ao que hoje é a zona norte da Jordânia, ao sul da Síria, e à parte da Arábia Saudita. Provavelmente, a maior de suas conquistas foi Damasco, que garantiu ao seu país a condição de potência política em seu tempo 1

Com o propósito de recuperar territórios nabateus que haviam sido tomados pelos hasmoneus, 2 , Aretas envolveu-se na guerra civil travada na Judeia entre os irmãos Hircano II e Aristóbulo II.3 Para ajudar Hircano a recuperar o trono que havia sido usurpado por Aristóbulo, Aretas sitiou Jerusalém durante meses, até que a intervenção dos romanos obrigou-o a desistir 4 .

A partir desse momento, embora mantendo a posse de seus territórios, o reino de Aretas III tornou-se vassalo Império Romano 5 .

Notas

  1. Horsfield, G. Conway; A Historical and Topographical Notes on Edom: With an Account of the First Excavations at Petra. The Geographical Journal, Vol. 76, No. 5. (Nov., 1930), pp. 369-388.
  2. Pelo rei hasmoneu, Alexandre Janeu.
  3. Matthew Bunson. Encyclopedia of the Roman Empire. Infobase Publishing; 2009. ISBN 978-1-4381-1027-1. p. 34.
  4. O general Cneu Pompeu havia liquidado o poder dos Selêucidas e estava estabelecendo a supremacia romana naquela região.
  5. Flávio Josefo. Guerra judaica, p. 48.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Josefo, Flávio. Guerra Judaica.
  • Borger, Hans. Uma história do povo judeu (vol. 1). São Paulo, Ed. Sêfer Ltda, 1999.