Assembleia dos Peritos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Irão

Emblem of Iran.svg
Este artigo faz parte da série sobre
Política do Irão

Ver também:

Outros países · Atlas

A Assembleia dos Peritos (em persa: Majlis-e Khobregan) é um órgão do sistema político do Irão, cujo principal poder é nomear o Líder Supremo do Irão (Faqih), supervisionar o seu comportamento e destitui-lo caso seja necessário. É um dos órgãos mais reservados do Irão.

A Assembleia dos Peritos é composta por 86 membros eleitos por sufrágio universal para um mandato de oito anos. Todos os membros são clérigos e as candidaturas devem ser previamente aprovadas pelo Conselho dos Guardiães.

As próximas eleições para a Assembleia dos Peritos estão agendadas para Outubro de 2014.

A Assembleia reúne-se habitualmente cada seis meses. O órgão está oficialmente sediado na cidade santa de Qom, mas também reúne em Mashad e Teerão.

Até ao momento a Assembleia só teve que eleger por uma vez o Líder Supremo, optando por designar em Junho de 1988 Ali Khamenei, não tendo até hoje desafiado nenhuma posição deste.

Na composição da Assembleia dominam os sectores conservadores do regime, entre os quais se encontra o seu presidente, Ali Meshkini.