BITNET

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde maio de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

A BITNET (acrônimo de "Because It's Time to NETwork" ou "Because It's There NETwork") foi uma rede remota criada em 1981 a partir da ligação entre a Universidade da Cidade de Nova Iorque e a Universidade Yale, que visava proporcionar um meio rápido e barato de comunicação para o meio acadêmico.[1] Era administrada pelo CREN (Corporation for Research and Educational Networking) em Washington D.C., e usada para fornecer serviços de correio eletrônico e de transferência de arquivos entre computadores de grande porte em instituições educacionais e de pesquisa na América do Norte, na América do Sul, Europa e Japão. Chegou a alcançar mais de 2 500 universidades e institutos de pesquisa em todo o mundo.

A BITNET utilizava um software da IBM chamado RSCS (Remote Spooling Communication Subsytem) e o protocolo NJE (Network Job Entry) em vez do TCP/IP, mas podia trocar mensagens de correio eletrônico com a Internet.[1]

Até o início da década de 1990, a BITNET tinha alguma importância na conectividade mundial, mas foi definitivamente suplantada pela maior abrangência da Internet. A principal aplicação da BITNET foi a manutenção de listas de distribuição. A diferença mais visível entre a BITNET e a Internet está nos endereços dos servidores. Os domínios da BITNET eram formados por dois caracteres que identificavam o país, seguidos imediatamente pelo nome do servidor (geralmente a sigla da instituição), sem separadores. Os domínios localizados nos Estados Unidos eram exceção, por não possuirem o código de identificação do país. São exemplos de endereços típicos da BITNET: XXXXX@BRLNCC (Laboratório Nacional de Computação Científica, no Brasil) ou XXXXX@CUNYVM (Universidade da Cidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos).

Referências

  1. a b Marcelo Sávio R. M. de Carvalho (2003). A Trajetória da Internet no Brasil. COPPE/UFRJ. Página visitada em 11 de maio de 2013.
Ícone de esboço Este artigo sobre computação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.