Bajir

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Bajir, também conhecido como Bajar ou Bahar, era uma divindade menor, adorada pela tribo Azd da Arábia pré-islâmica.[1] Além de ter sido cultuada por essa tribo, há indícios de que outras tribos vizinhas, tais como Tavy e Al-Qudaa, também poderiam tê-la reverenciado.

Diz-se que Mazin bin Gadhuba al-Tayy, um nativo de Omã, foi o último guardião do ídolo e que, durante um sacrifício, ouviu uma voz que o ordenava a desistir de sua fé no ídolo para converter-se ao Islã. Neste momento, Mazin destruiu o ídolo e dedicou o resto de sua vida na disseminação da nova doutrina na região.[2]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Abu-Bakr Muhammad ibn-al-Hasan ibn-Durayd al-Azdi, A.H. 223-321 / A.D. 838-933
  2. Plekhanov, Sergei (2004). Reformer on the Throne: Sultan Qaboos Bin Said Al Said. Página visitada em 16/08/2009. (em inglês)
Ícone de esboço Este artigo sobre Mitologia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.