Bartira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Mbicy (conhecida também por Bartira, Burtira ou Isabel Dias) foi uma índia, filha do cacique Tibiriçá com a índia Potira.

Após coabitar por quarenta anos, casou (celebração pelo padre Manuel da Nóbrega) com o português João Ramalho, nascido em Vouzela, Viseu, Beira Alta, Portugal e falecido aos 87 anos em São Paulo, em 1580. Desta união, nasceram filhos, cujos nomes cristãos eram André, Joana, Margarida, Francisco, Victorio, Antônio, Marcos, Jordão, Antônia Quaresma, Catarina e João; os filhos também tinham nomes indígenas.

De Bartira descendem milhões de brasileiros, espalhados sobretudo pelos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Goiás, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina. Descende de Bartira, por exemplo, Antônio de Sousa Neto (por parte de mãe), que veio a proclamar a República Rio-Grandense.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Representações na cultura[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.