Bioincrustação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Bioincrustação ou incrustação biológica é o acúmulo indesejável de micro-organismos, plantas, algas e/ou animais sobre as estruturas molhadas.

Impacto[editar | editar código-fonte]

A bioincrustação é especialmente significativa economicamente nos cascos dos navios, onde os níveis elevados de proliferação podem reduzir o desempenho da embarcação e aumentar as suas necessidades de combustível.[1] [2] A bioincrustação também é encontrada em quase todos os casos em que os líquidos à base de água estão em contato com outros materiais. Exemplos industrialmente importantes incluem sistemas de membranas, tais como biorreatores de membrana e osmose reversa, membranas em espiral de ciclos de água de resfriamento de grandes equipamentos industriais e usinas de geração de energia. A bioincrustação também pode ocorrer em oleodutos conduzindo óleos com água arrastada especialmente os conduzindo óleos utilizados, de óleos de corte, óleos solúveis ou óleos hidráulicos.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Bioincrustação em embarcações e plataformas - zoo.bio.ufpr.br
  2. Marine Fouling and Its Prevention, U.S. Naval Institute, Annapolis, Maryland, 1952 (pdf)