Boxe com as mãos nuas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Boxe com as mãos nuas
John Sullivan, último campeão de boxe com as mãos nuas
Informação geral
Prática Esporte de combate
Foco Golpes
Dureza Contato pleno
Outras informações
Esporte olímpico Não
Cronologia das artes marciais  · Lista de artes marciais  · Projeto Artes Marciais

Boxe com as mãos nuas era a forma primitiva de esporte de combate que deu origem ao boxe inglês moderno. Antes de 1885, a prática do boxe era feita com os combatentes lutando com as mãos nuas, sem o uso das luvas portanto.

A classificação deste tipo de luta como uma prática esportiva, diferenciando-a da luta de rua, baseava-se fundamentalmente no fato de que o oponente caído não poderia ser atacado.

Breve história[editar | editar código-fonte]

O boxe teve sua origem na Inglaterra, durante o século XVIII, quando o esporte era praticado com as mãos nuas. O primeiro campeão de boxe com as mãos nuas foi o inglês James Figg, que deteve seu título de 1719, até a sua aposentadoria, em 1730.

Outros campeões desta modalidade primitiva de boxe, ao longo de mais de cem anos, incluiram nomes como Jack Broughton, Jem Belcher, Daniel Mendoza, Hen Pearce, John Gully, Tom Cribb, Tom Spring, Jem Ward, Ben Caunt, Tom Sayers e Jem Mace, entre tantos outros.

Em 1885, uma grande reforma foi feita nas regras do boxe, no intuito de por um fim a brutalidade dos combates sem luvas. O americano John Sullivan é considerado o último campeão de boxe com as mãos nuas, visto que sua terrível e memorável luta contra Jake Kilrain, ocorrida em 1889, foi a última vez na história em que um título foi disputado sem o uso de luvas.

Regras[editar | editar código-fonte]

As regras que se aplicavam ao boxe com as mãos nuas eram conhecidas como as Regras de London Prize, tendo estas sido promulgadas em 1838 e, mais tarde, revisadas em 1853. Por sua vez, essas regras foram inspiradas nas Regras de Broughton, que vigoravam desde 1743.

De acordo com as regras, as lutas eram praticadas com as mãos nuas, não havendo um limite pré-determinado de assaltos antes do início de um combate. Os rounds eram terminados quando um lutador era derrubado ao chão, quando então se lhe permitia um descanso de trinta segundos, e mais oito segundos adicionais para que retornasse à linha de combate (em inglês: scratch line), que literalmente era uma linha rabiscada no centro do ringue.

O vencedor de um combate era proclamado quando seu oponente não tivesse condição de retornar à linha de combate. Alternativamente, uma luta poderia terminar empatada, caso ambos os lutadores, de comum acordo, decidissem por esse resultado. Rixa na plateia e intervenção da polícia também podiam ser razões para que uma luta acabasse sendo paralisada.

As lutas com as mãos nuas foram gradativamente abandonadas após a formulação das Regras do Marquês de Queensberry, que a partir de 1885, passaram a determinar as regras do boxe moderno.

No cinema[editar | editar código-fonte]