Briquete

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Briquete é um bloco denso e compacto de materiais energéticos, geralmente feito a partir de resíduos de madeira.[1] As matérias-primas utilizadas para a produção de briquetes pode ser: serragem, maravalha, casca de arroz, palha de milho, sabugo, bagaço de cana-de-açúcar, casca de algodão, casca de café, feno de braquiaria entre outros.[2]
Conhecido também como lenha ecológica, o briquete é capaz de substituir com eficiência o gás, a energia elétrica, o carvão vegetal, o carvão mineral, a lenha e outros tipos de combustíveis.[3] Este tipo de geração de energia vem sendo cada vez mais utilizado por ser ecologicamente limpo, já que a emissão de gás carbônico para o ambiente é expressivamente diminuída.[4] Os briquetes podem ser utilizados na geração de energia elétrica (com baixo custo) oriunda da biomassa vegetal [5] .

Briquete composto[editar | editar código-fonte]

São briquetes que utilizam em sua composição mais de um tipo de resíduo. O processo de fabricação deste briquete é semelhante ao processo de briquetagem comum, exceto que este possui uma fase a mais, que é a mistura das matérias primas. Os briquetes compostos permite que sejam feitos teste com as misturas dos resíduos, de modo que é possível controlar a qualidade dos briquetes, comparar os custos de fabricação de uma mistura para outra e ter um direcionamento das características de cada briquete de acordo com seu uso final.[2]

Briquete de carvão[editar | editar código-fonte]

O processo de briquetagem consiste na aglomeração de materiais com granulometria fina, o objetivo é obter um produto com maiores dimensões através do uso de ligantes, podendo estes ser de origem mineral ou orgânica. Através deste processo é possível obter briquetes de carvão vegetal com alta qualidade e ter um bom aproveitamento das pequenas frações de carvão que geralmente são descartadas. A técnica de briquetagem de carvão envolve o balanceamento granulométrico, a mistura de aglomerante, compactação e secagem.[2]

Vantagens[editar | editar código-fonte]

  • Alto valor agregado
  • Alto poder calorífico
  • Maior temperatura da chama
  • Regularidade térmica
  • Fácil manuseio, transporte e armazenagem
  • Menor índice de poluição
  • Liberado pelo Ibama

Onde é utilizado[editar | editar código-fonte]

Os briquetes são ideais para serem usados em caldeiras a vapor e fornos, onde produzem vapor e calor de qualidade superior aos combustíveis fosseis, gerando uma economia de até 60%. O briquete pode ser utilizado em segmentos industriais como: abatedouros, cerâmicas, cervejarias, cosméticos, hospitais, hotéis, indústrias alimentícias, indústrias de ração animal, laticínios, lavanderias, metalúrgicas, tinturarias e qualquer empresa que possua caldeiras para produção a vapor.[6]


Referências

  1. Ipaussu Briquetes. O que é briquete?. Página visitada em 4 de dezembro de 2012. Cópia arquivada em 4 de dezembro de 2012.
  2. a b c Lippel. Briquetes de Biomassa e Carvão. Página visitada em 9 de julho de 2013.
  3. Projeto Caatinga Viva. Produção de Briquetes. Página visitada em 11 de julho de 2013.
  4. Ipaussu Briquetes. Vantagens do briquete. Página visitada em 4 de dezembro de 2012.
  5. QUIRINO, Waldir Ferreira. Energia de biomassa a partir de briquetes. Redetec. Página visitada em 4 de dezembro de 2012.
  6. Belagrícola. Briquetes Belagrícola. Página visitada em 8 de julho de 2013.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Briquete