Capanda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Setembro de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Capanda é uma usina hidrelétrica localizada na bacia do Rio Kwanza, no Município de Cacuso, na Província de Malanje ao Norte de Angola. Possui capacidade total de geração de energia elétrica de 520 MW.

O projeto[editar | editar código-fonte]

O projeto de construção da barragem de Capanda começou em Setembro de 1982, quando foi criado um consórcio formado pelas empresas Technopromexport, da Rússia, e Odebrecht do Brasil, que assinaram com o governo Angolano o contrato para a construção do empreendimento.

Imagem para exemplos.

As etapas[editar | editar código-fonte]

As obras em Capanda tiveram início em Fevereiro de 1987, com o desbravamento das matas, e abertura de acesso e a construção de uma pista de aviação, um hospital, alojamentos para os trabalhadores e oficinas, entre outras infra-estruturas de apoio.

Em novembro de 1992 houve uma primeira paralisação, decorrente do agravamento da situação militar na região, tendo as obras ficado paralisadas durante cerca de cinco anos. Nesse período, o estaleiro foi completamente abandonado e todas as infra-estruturas e equipamentos foram destruídos.

As obras recomeçaram em julho de 1997, mas voltaram a ser suspensas em janeiro de 1999, permanecendo paralisadas durante um ano mas, desta vez, o estaleiro não chegou a ser abandonado, permanecendo no local um grupo de trabalhadores apoiado pelo exército governamental. Em janeiro de 2000, foram retomados os trabalhos, e em 22 de Agosto de 2002 iniciou-se o enchimento da albufeira (reservatório), que ocupa uma área de 165 km². Em 10 de janeiro de 2004, dezessete anos depois do início da sua construção, a barragem de Capanda começou a fornecer energia elétrica a Luanda.

Situação em 2009[editar | editar código-fonte]

Atualmente a Barragem de Capanda com duas de suas quatro unidades geradores produz cerca de 260 MW de energia elétrica, energia esta que alimenta as cidades de Luanda e Malange, além da sede municipal de Cacuso, onde está o empreendimento.

Quando estiverem funcionando as quatro unidades geradoras previstas no projeto, a produção de energia deverá atingir 520 MW, que permitirão ainda um esforço dos sistemas existentes no Centro e Sul do país, com o qual este aproveitamento hidroelétrico estará interligado.

Concluída, permite abastecer de energia elétrica a cinco províncias de Angola (Malange, Kwanza-Norte, Luanda, Kwanza-Sul e Bengo).

Durante todo esse tempo de construção, Capanda contou com a participação de centenas de trabalhadores angolanos, brasileiros e russos.