Caracu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Caracu no pasto

Caracu1 é uma raça bovina desenvolvida no Brasil colonial, com pelos lisos e avermelhados, sendo que a maioria apresenta a cor amarela ou baia, podendo chegar ao vermelho tijolo mas, também existe aqueles quase brancos, como na raça Charolesa.

Origem da raça[editar | editar código-fonte]

Raça Taurina descendente de raças portuguesas do tipo aquitânico ou turdetano, representadas pela Alentejana2 (ou Transtagana), Galega3 4 (ou Minhota) e Mirandesa.
Podemos também citar o Limousin da França que foi importado para melhora o caracu. É certo que não foram somente estas raças que participaram da formação, outras raças de gado do tronco ibérico podem ter contribuído, sendo possível que até o Holandês (Frísio) e gado africano tenham participado.
A Raça Ramo Grande foi formada a partir das mesmas raças portuguesas que entraram na formação do caracu e também pode ter contribuído.

Caracu Mocho[editar | editar código-fonte]

Na década de 1990, foi aprovado um Herd Book especial para o Caracu Mocho, obtido por meio de infusão de sangue com o gado Mocho Nacional, também de origem aquitânica e ainda preservado no Brasil. O Mocho Nacional foi consolidado, no inicio do século, por infusão de sangue Caracu sobre o gado mocho goiano, este de origem desconhecida5 .

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Caracu
Ícone de esboço Este artigo sobre bovinos, integrado no Projeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.