Casa de Castril

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde junho de 2013)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Casa de Castril
Fachada da Casa de Castril
Tipo Palácio
Estilo dominante Renascentista
Arquiteto Sebastián de Alcántara
Fim da construção 1539 (475 anos)
Proprietário inicial Fernando de Zafra
Função inicial Habitação
Função atual Museu Arqueológico de Granada
Website www.museosdeandalucia.es/....
Geografia
País  Espanha
Cidade Granada
Coordenadas 37° 10' 43" N 3° 35' 30" O

A Casa de Castril é um palácio renascentista situado na cidade espanhola de Granada, onde atualmente está instalado o Museu Arqueológico de Granada.

O palácio encontra-se encravado na Carreira do Darro, no antigo bairro árabe de Ajsaris, parte do Albaicín, onde residia uma parte da nobreza granadina a partir do século XVI, como se pode deduzir as várias casas brasonadas. A Casa de Castril é um dos melhores exemplos dos palácios renascentistas de Granada. Pertenceu à família de Fernando de Zafra, secretário dos Reis Católicos que participou ativamente na conquista da cidade aos muçulmanos. No alto da fachada encontra-se gravada a data da construção: 1539. A obra foi atribuída a Sebastián de Alcántara, um dos mais destacados discípulos de Diego de Siloé. Em 1917, o edifício foi adquirido aos herdeiros do insigne arabista Leopoldo Eguílaz y Yanguas para alojar definitivamente o museu arqueológico.

O edifício está ligado a uma antiga lenda, de quando era habitado na época árabe, a qual se refere a uma misteriosa de uma jovem dama de branco que aparece de vez em quando. Segundo a lenda, a jovem habitava a casa e tinha um amante, que um dia foi encontrado pelo pai dela, que , furioso, o mandou enforcar e emparedar na varanda central do palácio. Sobre esta varanda há uma inscrição que diz: "esperando lá do céu", o que pode querer dizer "esperando a justiça do céu", que se segundo a lenda está relacionado com as últimas palavras do suposto amante antes de ser enforcado.

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  • Navarrete Aguilera, Carmen (1989) (em espanhol), Metodología en un Trabajo de Restauración: Portada de la Casa de Castril de Granada, Servicio de Publicaciones de la Universidad de Granada, ISBN 9788433809964 
  • (em espanhol) Casa de castril: la competencia cultural y artística : un tratamiento a través de los cuadernos de campo, Biblosur, 2009, ISBN 9788498842043 


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Casa de Castril
Ícone de esboço Este artigo sobre arquitetura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.