Casteller

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
4 de 8 dos Castellers de la Vila de Gràcia en Lleida (24-10-2009)
3 de 10 com folre e manilla dos Castellers de Vilafranca

Castells é uma prática cultural tradicional da Catalunha que consiste em fazer construções humanas que se assemelham a castelos (em catalão, castells). "Castellers" é o nome dado aos seus executantes e embora não haja uma tradução para português desta palavra, poderíamos traduzir como "castelheiros" ou tendo como significado "aqueles que fazem castelos humanos". Em 16 de novembro de 2010, os Castells foram declarados Património da Humanidade por parte da UNESCO.1

Partes de um "castell"[editar | editar código-fonte]

Os castells são formados em três partes:

  • - a pinya (pinha): base onde assenta a construção onde se concentra o maior número de castellers;
  • - o tronc (tronco): estrutura vertical de vários pisos sendo a parte visível do grau de dificuldade do castell. O número de pessoas em cada piso varia em função do castell' (entre uma a nove pessoas) dando-lhe nome.
  • - o pom de dalt (pomo do topo): cimo do castell e que é geralmente composto pelas crianças devido à sua maior agilidade em chegar ao cimo do castell. As crianças recebem o nome de "canalla" semelhante à palavra portuguesa de canalha.

Nos castells de maior envergadura podem-se adicionar uma ou duas bases mais à pinya. Cada base se denomina de folre (forro) ou manilles (manilhas) conforme estejam situadas no segundo ou terceiro nível acima do solo.

Os castells podem tomar vários nomes derivados dos pisos que cada um tenha. Pode-se assim dizer que um "quatre de vuit" ou quatro de oito é formado por oito pisos de quatro pessoas.

Concurso de Castells de Tarragona[editar | editar código-fonte]

A cada dois anos, se organiza um campeonato casteller na província de Tarragona, berço da tradição castellera. Este é o único momento em que os castells assumem um caracter competitivo.

A competição é realizada na Tarraco Arena, uma antiga praça de touros que foi completamente reformada para abrigar o evento, sendo instalado inclusive um teto móvel, para proteção de chuva.

O Concurso de Castells é considerado o evento máximo dos castellers, apesar de que algumas collas se recusam a participar da competição, por considerar que o concurso descaracteriza o espírito e a tradição castellera.

Glossário[editar | editar código-fonte]

Os castells têm o seu próprio vocabulário em catalão. Para que melhor se possa entender a informação aqui apresentada, segue-se uma explicação das expressões que, por natureza, não podem ser traduzidas:

Denominação dos castells[editar | editar código-fonte]

Os castells designam-se através de dois números: o primeiro descreve o número de pessoas que ocupam cada andar, o segundo indica o número de andares da torre.

  • e.g.: Tres de Vuit (3 de 8): três pessoas numa torre de oito andares.

Tipologia dos castells[editar | editar código-fonte]

De acordo com o número de pessoas por andar, o castell pode ser:

  • Pilar de…: uma pessoa por andar.
  • Torre de…: duas pessoas por andar.
  • Tres de…: três pessoas por andar.
  • Quatre de…: quatro pessoas por andar.
  • Cinc de…: cinco pessoas por andar.
  • Quatre de… amb l’agulla: quatro pessoas por andar com pilar de vários andares no meio do castell principal.

O número de andares mais frequentemente utilizados são:

  • Sis: seis andares de altura.
  • Set: sete andares de altura.
  • Vuit: oito andares de altura.
  • Nou: nove andares de altura.
  • Deu: dez andares de altura.

Quando uma construção é muito alta e/ou tem muito pouquíssimas por andar, necessita de apoio adicional na base para suportar o peso do castell. Geralmente, o número das bases também está incluído na denominação do castell. As três bases tipicamente utilizadas para os castells são:

  • Pinya: base normal a nível do solo. Constituída normalmente por centenas de pessoas. Todos os castells se constróem sobre uma pinya, não havendo, por isso, necessidade de incluir esta expressão na sua denominação.
  • Folre: base situada no segundo andar, construída sobre a base principal (pinya). Quando é utilizada é também mencionada na designação do castell.
  • Manilles: é a base situada no terceiro andar, construída sobre a base situada no segundo andar (folre). Quando é utilizada é também mencionada na designação do castell.

Execução de uma torre humana[editar | editar código-fonte]

Os castells podem ser realizados total ou parcialmente. Utilizam-se três expressões para indicar se uma torre foi total ou parcialmente realizada ou nenhuma das duas situações anteriores:

  • Descarregat: o castell atingiu o topo e, em seguida, foi desmontado com sucesso.
  • Carregat: o castell atingiu o topo mas desabou aquando da desmontagem.
  • Intent: o castell não atingiu o topo.

Denominação dos especial de alguns castells[editar | editar código-fonte]

Um castelo formado por apenas uma pessoa por andar é chamado de pilar (ex: pilar de seis), enquanto um castell formador de duas pessoas por andar também é chamado de torre (ex: torre de sete ou dois de sete). Mesmo assim, existem alguns nomes particulares para alguns castells: "Catedral" se refere a um 5 de 8, "Carro gros" ("carruagem grande") é um 4 de 8 e um "Vano de pilars" ("leque de pilares") trata-se de um pilar de 5 ou 6 central com dois inferiores ao lado.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Casteller