Coloração de Gomori

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A coloração de Gomori, ou protocolo corante tricrômico de Gomori é um método, um procedimento, de coloração em um único passo[1] que combina a coloração de plasma (cromotrópico 2R) e coloração de fibras conectivas (verde rápido FCF) em uma solução de ácido fosfotungstico ao qual ácido acético glacial tenha sido adicionado.[2] [3] [4]

Existe, além da modificação de Engel-Cunningha, a modificação de Wheatley desta técnica de coloração.[5] [6]

Tem aplicação em exames microscópicos de mielina.[7]

Soluções corantes[3] [4] [editar | editar código-fonte]

Solução corante principal[editar | editar código-fonte]

  1. Chromotrope 2R 0.6 g
  2. Verde rápido FCF 0.3 g
  3. Ácido fosfotungstico 0.6 g
  4. Ácido acético glacial 1.0 ml
  5. Água destilada 100 ml

Ajustar o pH a 3,4 usando hidróxido de sódio 0,1 N.[4]

Método[3] [4] [editar | editar código-fonte]

  1. Colorir os núcleos das seções a examinar bem (por um minuto) com hematoxilina e lavar cuidadosamente em água.
  2. Colorir com a solução corante principal por aproximadamente 30 segundos a 1 minuto.
  3. Enxaguar com solução aquosa de ácido acétivo a 0,2 %.
  4. Rehidratar. Montar seções em DPX (uma resina adequada a montagens histológicas,[8] formulada a base de poliestireno e plastificante, fosfato de tricresila, dissolvidos em xileno[9] ), substituível pelo que é chamado bálsamo do canadá sintético, ou BPS.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Gomori trichrome stain