Conotação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Conotação é a associação subjetiva, cultural e/ou emocional, que está para além do significado estrito ou literal de uma palavra, frase ou conceito. Além da sua denotação, o sentido referencial, literal, cada palavra remete a inúmeros outros sentidos, virtuais, conotativos, que são apenas sugeridos, evocando outras idéias associadas, de ordem abstrata, subjetiva.É o sentido de palavras em um sentido incomum,figurado,circunstancial,que depende sempre do contexto.

Linguagem conotativa[editar | editar código-fonte]

Conotação é o emprego de uma palavra tomada em um sentido incomum, figurado, circunstancial, que depende sempre do contexto. Muitas vezes é um sentido poético, fazendo comparações.

Exemplos:

  • A frieza do olhar não se esconde.
  • A lua nova é o sorriso do céu.

Exemplos de conotação: Os provérbios ou ditos populares são exemplos da linguagem de uso conotativo.

  • "Quem está na chuva é para se molhar" seria o mesmo que: "Quando alguém opta por uma determinada experiência, deve assumir todas as regras e consequências decorrentes dessa experiência".
  • "Em Casa de ferreiro, o espeto é de pau" é equivalente a que a pessoa faz favores fora de casa, para os outros, mas não faz em casa, para si mesma.

Divisões do sentido de conotação[editar | editar código-fonte]

  • Quando compara uma coisa com a outra figuras.
  • Exemplo: O homem é forte como o leão.


Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.