Conselho Federal de Química

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Conselho Federal de Química (CFQ) é um conselho de fiscalização profissional, não sendo entidade de classe, na forma de autarquia pública, responsável pela regulamentação e julgamento final no Brasil das atividades profissionais relacionadas às classes que abrange: Engenheiros, Bacharéis/Licenciados, químicos industriais ou tecnólogos equivalentes, técnicos químicos e correlatos[1] .

Foi instituído pela Lei N° 2.800 (também conhecida por "Lei Mater dos Químicos") de 18 de junho de 1956 e assinada pelo então presidente Juscelino Kubitschek[2] .

Conselhos Regionais de Química[editar | editar código-fonte]

Os CRQ´s são entidades pertencentes à esfera estadual e constituem a manifestação regional do Conselho Federal de Química (CFQ), sendo responsáveis pela fiscalização do exercício das profissões da área tecnológica em âmbito regional.

O CRQ exerce o papel de primeira e segunda instância, verificando, orientando e fiscalizando o exercício profissional com a missão de defender a sociedade da prática ilegal das atividades abrangidas pelo sistema CFQ/CRQ, visando a ser reconhecido pelos profissionais do sistema e pela sociedade como instituição de excelência por sua atuação ágil, íntegra e eficiente, através de competente atendimento aos profissionais e à sociedade, participação e comprometimento com os resultados organizacionais e de capacitação técnica.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Histórico Site do Conselho Federal de Química - acessado em 22 de fevereiro de 2011
  2. Histórico Site do CRQ 5° Região - acessado em 22 de fevereiro de 2011