Cotagem

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Exemplos de cotagem com linhas de cota, linhas auxiliares, medidas numéricas e setas que indicam os limites da medida.

Definições[editar | editar código-fonte]

  • A cotagem, no sentido mais estrito, é a representação gráfica no desenho das características de um elemento, através de linhas, símbolos, notas e valor numérico numa unidade de medida1 . A cotagem normaliza o intercâmbio das informações entre as diversas partes envolvidas no projeto.
  • De forma mais ampla, a cotagem pode significar a indicação das medidas, ou características, com a utilização do letreiro técnico, sem indicação de unidade (por exemplo, a medida é descrita por 50, e não por 50 mm).2

Particularidades[editar | editar código-fonte]

Diferentes marcadores de extremidade: seta de 15º, linha obliqua à 45º e circular.

Limites da linha de cota[editar | editar código-fonte]

As representações mais comuns são1 :

  • Setas desenhadas em ângulo de 15º
  • Linhas inclinadas à 45º
  • Círculos

Tipos de linhas[editar | editar código-fonte]

Os três tipos de linhas mais usados em desenho técnico são1 :

  • Contínua: para o contorno e arestas visíveis,
  • Tracejada: linhas invisíveis e
  • Traço e ponto: para representar o centro dos furos, ou, os eixos de simetria e de revolução.

Espessura das linhas[editar | editar código-fonte]

As normas da ABNT prevem dois tipos básicos de espessuras de linha:

  • Larga
  • Estreita

De um modo geral, em uma prancha de desenho, as linhas contínuas são largas e as tracejadas e traço e ponto estreitas.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.