Crematística

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Crematística é um conceito aristotélico que advém das idéias de khréma e atos - busca incessante da produção e do açambarcamento das riquezas por prazer. Foi mencionado no livro Ética a Nicômaco.

A prática crematística consiste em colocar a procura da maximização da rentabilidade financeira (acumulação de numerário) antes de qualquer outra coisa, em detrimento, se necessário, dos seres humanos e do meio-ambiente. É da natureza da prática crematística recorrer a diversas estratégias de ação nocivas, como especulação financeira, degradação sócio-ambiental etc, sem preocupação com as conseqüências.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Aristóteles. Ética a Nicómaco. Quetzal, 2004. Tradução portuguesa de António de Castro Caeiro
  • AKTOUF, Omar. Pós-globalização, administração e racionalidade econômica: a síndrome do avestruz. Atlas, São Paulo, 2004.