Ecorregião

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mapa de localização das ecorregiões da Floresta Amazônica. A linha amarela inclui as ecorregiões segundo o WWF.

Uma ecorregião ou região ecológica é uma área definida ecologica e geograficamente, menor que uma ecozona mas maior que um ecossistema. Ecorregiões geralmente cobrem áreas relativamente grandes de água ou terra e contém comunidades e espécies características dessa área delimitada geograficamente. A biodiversidade de fauna, flora e ecossistemas que caracteriza uma ecorregião tende a ser diferente da de outras ecorregiões. Em teoria, dentro de uma ecorregião a probabilidade de encontrar determinadas espécies e/ou comunidades tende a ser a mesma em um determinado ponto, com uma variação aceitável desses parâmetros em outros pontos da área.

Definição e Categorização[editar | editar código-fonte]

The Ötztal Alps, uma cordilheira nos Alpes são parte dos Alpes Orientais Centrais e ambos são denominados ecorregiões.
Floresta de coníferas nos Alpes suíços.

Uma ecorregião é um padrão de ecossistemas associados com determinado solo e acidente geográfico que caracteriza tal região[1] . Ormenik (2004) define ecorregião como áreas em que há coincidências espaciais entre características dos fenômenos geográficos associadas com diferenças na qualidade e integridade de ecossistemas[2] . Como características dos fenômenos geográfico entende-se por geologia, fisiografia, vegetação, clima, hidrologia, fauna terrestre e aquática, e solo, que pode incluir ou não o impacto causado por atividades humanas (por exemplo, uso da terra e mudanças na vegetação). Há significante, mas não absoluta, correlação espacial entre essas características, tornando a designação de ecorregiões uma "ciência não exata". Outra complicação é que as condições ambientais nos limites de uma ecorregião podem mudar gradativamente; por exemplo: a transição entre pradaria e floresta no meio-oreste dos Estados Unidos é difícil de ser limitada com exatidão. Tais zonas de transição são chamadas ecótonos.

A intenção em definir determinada ecorregião pode afetar o método utilizado para tal ação. Por exemplo, as ecorregiões propostas pelo WWF foram desenvolvidas para auxiliar no planejamento de conservação da biodiversidade, e coloca uma ênfase maior nas diferenças entre fauna e flora do que os sistemas de Ormenik ou Bailey. A classificação do WWF define ecorregião como:

Uma grande área de terra ou água que contém geograficamente um conjunto de comunidades naturais que:

(a) Compartilham a maioria de suas espécies e dinâmicas ecológicas;
(b) Compartilham as mesmas condições ambientais, e;
(c) Interagem ecologicamente de modos que são críticos para a sua persistência a longo prazo.

De acordo com o WWF, os limites de uma ecorregião se aproxima da real extensão das comunidades naturais antes de qualquer mudança ou destruição recentes. O WWF identificou 867 ecorregiões terrestres e 450 ecorregiões de água doce no planeta.

Importância[editar | editar código-fonte]

O uso do termo ecorregião é uma consequência no interesse pelos ecossistemas e seu funcionamento. Em particular, há existe a consciência de problemas relacionados à escala espacial no estudo da Ecologia de paisagem. É amplamente reconhecido que ecossistemas interligados se combinam para formar uma "grande soma de suas partes". Há muitas tentativas de lidar com ecossistemas em um modo integrado de paisagens, e vários grupos de pesquisa usam ecorregião como uma unidade de análise.

O Global 200 é a lista de ecorregiões identificadas pelo WWF como prioritárias para conservação.

Referências

  1. Brunckhorst, D. (2000). Bioregional planning: resource management beyond the new millennium. Harwood Academic Publishers: Sydney, Australia.
  2. Omernik, J. M.. Perspectives on the Nature and Definition of Ecological Regions. [S.l.: s.n.], 2004. p. 34 - Supplement 1, pp.27–38.
Ícone de esboço Este artigo sobre ecologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.