Educação em Antígua e Barbuda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A educação em Antígua e Barbuda é gratuita e obrigatória dos 5 aos 16 anos.[1]

Para garantir que todos os custos relacionados à educação serão cobertos pelo governo, há um imposto de educação sobre todos os salários na Antígua e Barbuda, e os recursos são usados para pagar custos como abastecimento, transporte e manutenção da infra-estrutura.[1]

Ensino superior[editar | editar código-fonte]

A ilha de Antígua tem, em 2008, duas escolas de medicina, a American University of Antigua (AUA),[2] fundada em 2004 e a University of Health Sciences Antigua (UHSA),[3] fundada em 1982. Há também um colégio pertencente ao governo em Antígua, assim como o Antigua and Barbuda Institute of Information Technology (ABIIT). A University of the West Indies tem uma ramificação em Antígua para a população local continuar seus estudos na universidade. Antígua tem algumas escolas internacionais, a mais conhecida sendo a CCSET International Academy.

Cobertura e Qualidade[editar | editar código-fonte]

A população de Antígua e Barbuda tem um alto nível de alfabetização, um pouco acima dos 90%.

Referências

  1. a b "Antigua and Barbuda". 2001 Findings on the Worst Forms of Child Labor. Bureau of International Labor Affairs, U.S. Department of Labor (2002). This article incorporates text from this source, which is in the public domain.
  2. American University of Antigua, College of Medicine. Página visitada em 2007-08-23.
  3. University of Health Sciences Antigua. Página visitada em 2007-08-23.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal:


Flag map of Antigua and Barbuda.svg Antígua e Barbuda
História • Política • Subdivisões • Geografia • Economia • Demografia • Cultura • Bandeira • Imagens