Portal:Educação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Conteúdo · Temas gerais · Resumo do conhecimento · Portais · Categorias · Anexos por tema · Glossários · Índice A-Z

PORTAL DE EDUCAÇÃO


“O sujeito da educação é o corpo, porque é nele que está a vida. É o corpo que quer aprender para poder viver. É ele que dá as ordens. A inteligência é um instrumento do corpo cuja função é ajudá-lo a viver.” (Rubem Alves)

"Estar atento significa estar disponível ao espanto. Sem espanto não há ciência, não há criação artística. O espanto é um momento do processo de pesquisa, de busca. Essa postura de abertura ao espanto é uma exigência fundamental ao educador e à educadora. [...] O espanto não é o medo que ele tem nem é coisa de ignorante. O espanto revela a busca do saber."(Paulo Freire)

Sabia que...[editar | editar código-fonte]

... A produção de Vygotsky contou com a colaboração de Alexander Luria e Alexei Leontiev? ... Que, com seus colaboradores, escreveu 270 artigos científicos, 10 livros e uma grande quantidade de artigos acadêmicos?

... E que sua ênfase psicológica tinha sua base no Marxismo?

Artigo em destaque no portal[editar | editar código-fonte]

Anísio Spínola Teixeira (Caetité, BA, 1900 - Rio de Janeiro, RJ. 1971), advogado, intelectual, educador e escritor brasileiro.

Anísio Teixeira
Casa Natal de Anísio Teixeira, Caetité - Bahia

Personagem central na história da educação no Brasil, nas décadas de 1920 e 1930, difundiu os pressupostos do movimento da Escola Nova, que tinha como princípio a ênfase no desenvolvimento do intelecto e na capacidade de julgamento, em detrimento da memorização. Reformou o sistema educacional da Bahia e do Rio de Janeiro, exercendo vários cargos executivos. Foi um dos mais destacados signatários do Manifesto da Escola Nova, em defesa do ensino público gratuito, laico e obrigatório, divulgado em 1932. Fundou a Universidade do Distrito Federal, em 1935, depois transformada em Faculdade Nacional de Filosofia da Universidade do Brasil.

Biografia de um Educador[editar | editar código-fonte]

Formação e Início da Vida Pública[editar | editar código-fonte]

Anísio Spínola Teixeira era filho de Deocleciano Pires Teixeira e D. Anna Spínola Teixeira. Seu pai, médico, chefe político da cidade de Caetité, casara-se com três irmãs, sucessivamente, sendo sua mãe a terceira delas. A família Spínola, secular na cidade, tinha já vários expoentes na vida social e política nacional - a exemplo de Aristides Spínola e Joaquim Spínola, que foi presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, e fundador da Revista dos Tribunais.

Em sua cidade natal iniciou os estudos no Colégio São Luiz Gonzaga, de jesuítas, continuando depois sua formação basilar em Salvador, em 1914, no Colégio Antonio Vieira, também desta Ordem Religiosa.

Sob a influência desta instituição, cogitou tornar-se um jesuíta - sonho veementemente combatido por seu pai, que projetara uma carreira política para o filho.

Ainda aos 17 anos teve sua inteligência reconhecida por Teodoro Sampaio, que o convida para proferir uma palestra no Instituto Histórico e Geográfico da Bahia.

Formando-se em 1922 na Faculdade de Direito da Universidade do Rio de Janeiro, dois anos depois foi nomeado pelo Governador Góes Calmon Inspetor Geral de Ensino da Bahia - cargo equivalente hoje ao de Secretário da Educação.

O Educador na Bahia[editar | editar código-fonte]

A fim de melhor desempenhar esta função viaja, em 1925, para a Europa, onde observa o sistema educacional de diversos países - implementando em seguida várias reformas no ensino do estado.

Anísio consegue ampliar o sistema educacional, privilegiando a formação de professores. Em sua terra natal, Caetité, reinaugura a Escola Normal, fechada em 1901 por Severino Vieira.

Em 1927 vai aos Estados Unidos, onde trava conhecimento com as idéias do filósofo e pedagogo John Dewey, que muito vão influenciar seu pensamento. No ano seguinte demite-se do cargo por o novo governador não concordar com suas idéias sobre mudanças no ensino.

Volta aos Estados Unidos (1928), onde faz pós-graduação. De volta ao Brasil traduz, pela primeira vez em português, dois trabalhos de Dewey.

No Rio de Janeiro[editar | editar código-fonte]

Muda-se para o Rio de Janeiro, ocupando a Diretoria da Instrução Pública do Distrito Federal, em 1931, em cujo mandato institui a integração da "Rede Municipal de Educação", do fundamental à Universidade. Diversas melhorias e mudanças foram feitas, mas a que maior polêmica gerou foi a criação da Universidade do Distrito Federal, em 1935.

Em 1932 participa do Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova,

Neste período publicou duas obras sobre educação que, junto a suas realizações, deram-lhe projeção nacional.

Política e Perseguição[editar | editar código-fonte]

Durante a última fase do Estado Novo, Anísio afasta-se da vida pública. Dedica-se, então, à mineração - atividade de alguns parentes. Aproxima-se mais do amigo Monteiro Lobato e publica Educação para a Democracia, além de realizar diversas traduções.


Na década de 1940 foi Conselheiro da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura).

Nos anos 50, dirigiu o Instituto Nacional de Estudos Pedagógicos.

Foi um dos idealizadores do projeto da Universidade de Brasília (UnB), inaugurada em 1961, da qual veio a ser reitor em 1963, para ser afastado após o golpe militar de 1964.



Mais artigos...

Onde você pode ajudar[editar | editar código-fonte]

Conheça o WikiProjeto Ciências Sociais para participar de discussões e consultar as orientações e recursos disponibilizados por outros editores.

Artigo do mês para desenvolvimento

APRENDIZAGEM

Contribua para o artigo principal e/ou seus afluentes.

Artigos a iniciar:[editar | editar código-fonte]

Artigos que necessitam de aprofundamento:[editar | editar código-fonte]


Educador do mês para aprofundamento

PAULO FREIRE

Contribua para o artigo principal e/ou seus afluentes.

Artigos a iniciar:[editar | editar código-fonte]

Artigos que necessitam de aprofundamento:[editar | editar código-fonte]


Ajude a completar: Alicia Fernández e Maria Montessori
Pedidos de educadores: Aqui


Educação em contexto[editar | editar código-fonte]

Educação Contemporânea:

Educação e Existência:

Mudanças de Paradigma:

Interdisciplinaridade:

Personalidades:

Prêmios:

  • PNUD Prêmio ODM Brasil
  • Educare Prêmio Nacional de Excelência na Educação

Visões e Controvérsias:

Podcast sobre educação:

  • EduCast entrevistas com profissinais da educação, disponíveis na internet.

Listagem dos Tópicos de Educação[editar | editar código-fonte]

A[editar | editar código-fonte]

Abecedário, Administração escolar, Aglossia, Alfabetização, Aluno, Analfabetismo, Andragogia, Ano letivo, Aprendizagem, Aprendizagem cooperativa, Aprendizagem significativa, Artes liberais, Assistente de Educação, Assistente Técnico-Pedagógico, Atenção, Atividade Lúdica, Autismo, Autodidata, Avaliação Superior,

J[editar | editar código-fonte]

Jardim de infância, Jogos Educativos, Juventude,


Nuvola apps kdmconfig.pngCampos de estudo da Educação
Administração escolar | Arte-educação | Biologia educacional | Distúrbios da aprendizagem | Educação de adultos | Educação inclusiva | Educação popular | Filosofia da educação | Medidas educacionais | Metodologias de ensino | Necessidades educativas especiais | Orientação educacional | Pedagogia | Politicas educacionais | Psicologia da aprendizagem | Psicopedagogia | Sociologia da educação | Supervisão do ensino | Tecnologias educacionais | Psicologia do desenvolvimento | Teorias da aprendizagem
Ensino por tema: Alfabetização | Educação sexual | Educação matemática | Ensino da língua materna
Níveis de ensino: Educação infantil | Ensino fundamental | Educação especial | Ensino médio | Ensino superior
Rankings internacionais: Índice de alfabetização | Programa Internacional de Avaliação de Alunos | Índice de educação