Elsevier

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Logotipo da Elsevier
Capa de Discorsi e Dimostrazioni Matematiche Intorno a Due Nuove Scienze publicada em Leiden em 1638. O logotipo da árvore é utilizado pela editora Elsevier.

Elsevier é a maior editora de literatura médica e científica do mundo, fazendo parte do grupo Reed Elsevier.[1] Localizada em Amesterdão, a companhia tem operações substanciais no Reino Unido, EUA, Europa e no Brasil.

O grupo tem sido criticado no meio acadêmico por instituições como Stanford University, Harvard University e University of California por seus altos preços nos periódicos e recursos eletrônicos, bem acima das outras editoras [1].

A Elsevier possui as divisões de Ciência & Tecnologia e de Ciências Médicas.

Ciência & Tecnologia[editar | editar código-fonte]

Herman van Campenhout é o CEO.

O público alvo são as instituições de pesquisa acadêmicas e governamentais, laboratórios de pesquisa corporativos, bibliotecas, pesquisadores científicos, autores e editores.

Entre os produtos e serviços de maior destaque, estão: ScienceDirect, Scopus, Scirus, EMBASE, Engineering Village, Compendex, MDL Isentris, Cell, Illumin8, eThe Lancet.

Há diversas subsidiárias da Elsevier, cujos nomes aparecem nos produtos publicados, sendo que muitas eram companhias independentes: Academic Press, Architectural Press, Butterworth-Heinemann, CMP, Digital Press, Focal Press, Gulf Professional Publishing, Morgan Kaufmann, Newnes, Pergamon, Pergamon Flexible Learning e Syngress Publishing.

Ciências Médicas[editar | editar código-fonte]

Brian Nairn é o CEO.

O público alvo são os médicos, enfermeiros, estudantes de ciências médicas, pesquisadores, companhias farmacêuticas, hospitais e instituições de pesquisa. As publicações são feitas em 12 idiomas, incluindo inglês, alemão, francês, espanhol, italiano, português, polonês, japonês e chinês.

As publicações de destaque incluem: a série 'Consult' (FirstCONSULT, PathCONSULT, NursingCONSULT, MDConsult, StudentCONSULT), Virtual Clinical Excursions, diversos trabalhos de referência, como Anatomia de Gray, Pediatria de Nelson, Dicionário Médico Ilustrado de Dorland, Atlas da Anatomia Humana de Netter, além de versões online de diversos periódicos [2], incluindo The Lancet e FEBS Letters.

Entre as companhias independentes, agora subsidiárias da Elsevier estão: Saunders, Mosby, Churchill Livingstone, Butterworth-Heinemann e Hanley & Belfus.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]