Esfera de Dyson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Uma esfera de Dyson hipotética com 1 UA.

Uma esfera de Dyson é uma megaestrutura hipotética originalmente descrita por Freeman Dyson, a qual orbitaria uma estrela de modo a rodeá-la completamente, capturando toda ou maior parte de sua energia emitida. Dyson especulou que tal estrutura seria a consequência lógica da sobrevivência e da escalar necessidade de energia de uma civilização avançada tecnologicamente e propôs que a busca de evidências de tal estrutura poderia levar a detecção de vida extraterrestre com inteligência avançada.[1]

Desde então, outras propostas variantes envolvendo a construção de uma estrutura artificial ou uma série de estruturas para rodear uma estrela tem sido proposta pela engenharia espacial ou descritas na ficção científica. A maioria das descrições ficcionais são de uma casca sólida de matéria encobrindo a estrela, que é considerada a variante menos plausível da idéia.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Freemann J. Dyson. (1960). "Search for Artificial Stellar Sources of Infra-Red Radiation". Science 131 (3414): 1667–1668 pp.. DOI:10.1126/science.131.3414.1667. PMID 17780673. Bibcode1960Sci...131.1667D.
  2. F. J. Dyson, J. Maddox, P. Anderson, E. A. Sloane. (1960). "Letters and Response, Search for Artificial Stellar Sources of Infrared Radiation". Science 132 (3421): 250–253 pp.. DOI:10.1126/science.132.3421.252-a. PMID 17748945.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]