Espora

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Espora do tipo velho-oeste.

Esporas são utensílios utilizados para pressionar o cavalo a se locomover, normalmente dispostos na bota ou calçado do cavaleiro.

Spur.png
Western spur rowel with jingo bobs
Esporas de ferro da Idade Média
Esporas para corridas de cavalos.

A história das esporas

A primeira espora de que se tem registro era uma espécie de agulha grossa, de material duro, que se prendia ao calcanhar. Esse tipo de espora continuou sendo usado até o século XII, sem muitas alterações, modificada apenas no seu tamanho. Nesta época, a espora era usada em apenas um dos pés. Por volta do século XIV, aparece a roseta giratória. Quando os cavaleiros vestiam armaduras da cabeça aos pés, as pernas, quase imobilizadas, precisavam de esporas bem compridas para tocar o animal. Nesse período, a espora era classificada como o mais importante de todos os acessórios do cavaleiro. Consideradas obras de arte, eram fabricadas por artesãos e fabricantes de armas mais famosos da Itália e Alemanha. Durante época da cavalaria, a espora foi o distintivo mais apreciado dos cinco considerados "as grandes honras" que distinguiam um cavaleiro. Estes possuíam esporas de ouro, e tirá-las na frente de alguém era considerado sinal de homenagem. Até o ano 800, inclusive os religiosos que participavam de combates montados usavam esporas. Dentre as várias condecorações famosas, a Ordem da Espora de Ouro foi criada pelo Papa em 1500. Com o passar do tempo as esporas foram adquirindo a forma e função que possuem hoje.

Fonte: Revista Horse Business

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]