Estribo (cavalaria)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Um estribo moderno utilizado em corridas de Enduro equestre

Estribo é um dos componentes usados na montaria pelo cavaleiro ou amazona. É uma peça feita em aço, que fica presa nas laterais da sela, por um tipo de cinto de couro chamado loro, que serve como apoio e para dar impulso ao montar o animal. A recomendação de montar-se no cavalo pelo lado esquerdo do animal, pois este poderia ficar irritado e provocar ferimentos em quem quer montá-lo, é lenda, na realidade há esse costume para facilitar a montaria em conjunto de um batalhão de cavalaria, pois tal seria se os cavalos estivessem alinhados, e se cada cavaleiro resolvesse montar do lado que quisesse, não daria muito certo. Deste costume nasceu o hábito.

Tipos[editar | editar código-fonte]

Há vários tipos de estribo, tais como os usados pelos jóqueis ou joquetas, em diversos estilos de corridas equestres, sob severas regras ou normas internacionais, pois nenhum estribo deve machucar o animal.

O usado nas corridas de avestruz, que não passa do mesmo elemento de madeira, porem com uma área de apoio mais ampla pois o animal possui o corpo curto e precisa de uma área de apoio maior aos pés.criado na china entre 25 a.C. e 200 d.C.

Estribo do Ocidente.

Aquele que se usa em corridas longas, tais como as de enduro equestre, nas quais o animal é levado ao limite da sua resistência pelo fato de o cavaleiro ficar mais tempo montado, possui um certo tipo de apoio secundário ao qual o pé do cavaleiro fica preso porém sem forçar o animal.

Há um estribo usado para adestramento de animal selvagem na forma de serrilha, porém por causar ferimentos graves foi abolido seu uso. O desrespeito a essa norma pode dar origem a pesadas multas, conforme a legislação do país.

Esse estribo serrilhado foi muito usado pelos cowboys americanos e muitos o chamam de esporas.

Há um estribo usado para amestrar os animais, devido a possibilide do cavaleiro cair ao amestrar o animal selvagem o estribo, nesse caso é duplo e possui uma trava especial, que abre automaticamente, se houver queda do cavaleiro. Evita-se assim que o cavaleiro fique dependurado no animal.

Diferenças entre estribo e esporas[editar | editar código-fonte]

A espora é uma peça de aço curva que se prende às botas em sua parte de trás, sobre o calcanhar do cavaleiro e o estribo é a peça de apoio que fica presa à sela da montaria. Este é um equipamento de uso eletivo, quer dizer, usa-se quando necessário, pois nem todos os animais toleram o uso de esporas, outros já precisam de um pequeno toque do cavaleiro para obedecer.

Não é usado em corridas de cavalos em hipódromos, por exemplo, devido a forma de montar neste tipo de competição, o jóquei fica com os pés apoiados em um estribo com loros muito curtos, o que o mantém praticamente em pé na montaria, o que não possibilita o uso do equipamento.

Neste tipo de competição usa-se o rebenque, um tipo de chicote pequeno, que serve para atiçar o animal.

A espora é muito usada em hipismo clássico, adestramento, competições de lida, pois servem para ajudar a direcionar o animal, bem como compeli-lo para que o mesmo obedeça ao comando do cavaleiro.

Existem vários tipos e modelos de esporas. As utilizadas no hipismo clássico e adestramento não possuem a "roseta" ou "estrela" muito comum de serem vistas em filmes de bangue-bangue, pois esta peça é muito contundente, o que provoca ferimentos no animal, não sendo seu uso admitido em hipótese alguma. Para a prática destas modalidades a espora utilizada tem apenas uma pequena protuberância, totalmente rotunda, que serve apenas para deixar o animal mais concentrado e esperto.

O uso de espora requer bastante habilidade do cavaleiro, pois dependendo da sensibilidade do cavalo, até mesmo uma espora pequena, se mal utilizada, pode fazer com que o animal empine ou dispare, o que não é nada agradável para quem o está montando, pois o perigo de queda é iminente.

Ícone de esboço Este artigo sobre um objeto é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.