Esquilo-da-sibéria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde outubro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Como ler uma caixa taxonómicaEsquilo-da-sibéria
Streifenhoernchen.jpg

Estado de conservação
Status iucn3.1 LC pt.svg
Pouco preocupante (IUCN 3.1)
Classificação científica
Domínio: Eukaryota
Subreino: Metazoa
Filo: Chordata
Subfilo: Vertebrata
Infrafilo: Gnathostomata
Superclasse: Tetrapoda
Classe: Mammalia
Ordem: Rodentia
Família: Sciuridae
Género: Tamias
Espécie: T. sibiricus
Nome binomial
Tamias sibiricus
(Laxmann, 1769)

O esquilo-da-sibéria (Tamias sibiricus) é uma espécie de esquilo originária das terras frias da Sibéria e do norte da Ásia. São Animais muito activos e, ao contrário de muitos roedores, são diurnos e ocupam a maior parte do dia a procurar e a armazenar comida. As tocas destes esquilos são geralmente escavadas no solo e muitas vezes têm mais de um metro de profundidade.

Ao adotar um Esquilo da Sibéria, estes animais devem ser acomodados em gaiolas individuais, contendo um só esquilo, e devem ser o maior possível com ramos, troncos, cordas, etc. A maior autoridade na criação de esquilos-da-sibéria se encontra hoje no Brasil, contando com quase 1000 espécimes, o criador Heitor Scaff, natural de São Paulo, viaja o mundo ensinando os aspirantes a criadores à como criar corretamente estas criaturinhas.

Ícone de esboço Este artigo sobre sobre roedores, integrado ao WikiProjeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.