Estesícoro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde julho de 2010)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.

Estesícoro (em grego: Στησίχορος, transl. Stēsíkhoros) foi um poeta lírico grego, que viveu aproximadamente entre 632 e 553 a.C. Seu nome verdadeiro era Tísias, mas ficou conhecido como Estesícoro, que significa "dirigente do coro".

Biografia[editar | editar código-fonte]

Embora Platão o ligue à cidade de Hímera (Sicília), que inclusive teria emitido moedas em sua honra, há dúvidas sobre a terra de origem de Estesícoro. Alguns autores antigos mencionam a cidade de Metauro, e outros citam Lócris Epicefíria, ambas no sul da Itália (Magna Grécia).

Foi o primeiro grande poeta de uma pólis do Ocidente, tendo a sua obra sido reunida pelos eruditos alexandrinos em 26 livros, dos quais só restaram poucos fragmentos.

Segundo a Suda, ele foi o criador dos corais em que o canto era acompanhado pela Lira. Mas ainda que seja incluído entre os poetas líricos, na escala e no tratamento seus poemas encontram-se mais próximos dos épicos de Homero do que das outras obras líricas. Exemplo disso é o poema "Gerioneida", que narra, detalhadamente, a morte de Gerião às mãos de Héracles.

Se na forma Estesícoro parecia ter nos épicos homéricos um modelo a ser imitado (como o demonstram vários fragmentos de sua produção poética), ele não relutava em contrariar a narrativa do autor da Ilíada sobre a Guerra de Troia. Em seu poema mais famoso, "Palinódia", insiste que Helena foi para o Egito e somente seu fantasma esteve em Troia, revitalizando uma antiga lenda bem aceita em vários pontos do mundo helênico.

Os musicólogos também atribuem a Estesícoro a adaptação do nomo aulódico "Harmateios", talvez condizente com sua métrica dactílica.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Bowder, Diana, Quem foi quem na Grécia Antiga, São Paulo: Art Editora/Círculo do Livro S/A, s/d

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.