Evolução cultural

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde janeiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Fevereiro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.

Evolução cultural é um conceito que remonta a uma reflexão muito antiga a respeito da diversidade das culturas humanas

Este pensamento se consolida na antropologia com o evolucionismo biológico, desenvolvido por Darwin (ver Lévi-Strauss- Antropologia Estrutural II, Raça e Cultura/O Etnocentrismo,1973:337).

Entretanto, enquanto na biologia pode-se comprovar as mutações genéticas na transformação das espécies, na antropologia há uma interpretação distorcida do evolucionismo, que leva a uma visão de que a humanidade desenvolveria sua cultura em um sentido único. Assim, os povos australianos, americanos e seu modo de organização social, do ponto de vista evolucionista, seriam apenas um estágio anterior ao desenvolvimento da sociedade ocidental.

Ver também[editar | editar código-fonte]