Fíbula (micologia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Esquema da formação de uma fíbula entre as células de uma hifa.

Em micologia, uma fíbula, é uma estrutura encontrada em muitas espécies de Basidiomycota e que se produz entre duas células binucleadas adjacentes pertencentes a uma mesma hifa.[1] [2] Contribui para que durante a mitose de uma célula com dois núcleos celulares (A e B), as cópias de ambos os núcleos (A' e B') se mantenham na nova célula.

Formação[editar | editar código-fonte]

Este tipo de estruturas origina-se quando se dá a divisão das células dicarióticas das hifas de algumas espécies. Durante este processo, um dos núcleos divide-se sobre o eixo principal da hifa, enquanto o outro o faz dentro de um prolongamento da célula, formando-se em seguida duas paredes celulares ou septos, perpendicularmente a ambos os eixos de divisão. Posteriormente, a parte proeminente que dará lugar à fíbula, e que contém um dos núcleos, funde-se com a célula subapical, que volta a ser binucleada.

Referências

  1. Carrillo, L.. Microbiología Agrícola. Salta: Universidad Nacional de Salta, 2003. Capítulo Hongos (cap.7). p. 2. ISBN 987-9381-16-5.
  2. Myco-UAL. Universidad de Almería. Departamento de Biología Vegetal y Ecología.: Basidiomycota.