Fause Haten

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fause Haten
Nome completo Fause Haten
Nascimento 1 de outubro
São Paulo,  Brasil
Nacionalidade Brasileiro
Ocupação Estilista

Fause Haten (São Paulo, 1º de outubro) é um artista e estilista brasileiro descendente de libaneses. É considerado um dos maiores talentos das novas gerações do design de moda do Brasil.[1] Vem se destacando nos últimos anos em trabalhos como figurinista e performer.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Nascido em São Paulo, é filho de libaneses imigrantes que chegaram ao Brasil, fixaram residência na região da 25 de março e lá iniciaram uma indústria de confecção. Aos 16 anos com o objetivo de viajar para o exterior, começa a trabalhar. Em 1987, o estilista lançou sua própria marca, a Der Haten, que depois mudou para Fause Haten, assumindo o próprio nome. Nos anos 90, ingressou no universo dos desfiles, apresentando coleções no Phytoervas Fashion, Morumbi Fashion e São Paulo Fashion Week, desde suas primeiras edições.[1]

Em 1999, levado aos mercado americano pela marca Giorgio Beverly Hills, foi lançado em um desfile em Los Angeles no dia 1 de setembro de 1999 na Rodeo Drive, rua de comércio mais importante do mundo.

Em 2000 passa a integrar a Semana de Moda de Nova York, participando por 4 edições.

Em 2001, ganhou o prêmio Abit Fashion Brasil como o melhor estilista do ano.

Também nesse ano, em parceria com a Riachuelo, lança a Haten.F, uma marca de streetwear jovem, com a intenção de tornar sua moda luxuosa,

mais acessível.

Um projeto ambicioso que antecedeu os projetos de grandes estilistas com lojas de departamento que acontecem hoje no mundo todo.

Em 2002 foi convidado a se mudar para a Semana Oficial de moda de Milão, onde fica por mais 2 anos. Foi o primeiro estilista brasileiro nessas semanas de moda, abrindo caminho para muitos outros, numa época onde se considerava a internacionalização da moda brasileira, algo muito distante.

Outra faceta do trabalho do estilista é a ourivesaria, a sua marca Fause Haten Jóias está no mercado há mais de 10 anos.

Em 2006 começa seus estudos em Artes Cênicas. Formou-se no Teatro Escola Célia Helena. Fez cursos dos mais variados de corpo, dança e interpretação, bem como de canto lírico e preparação vocal.

Em 2009 começa um trabalho com parceiros musicais compondo e cantando.

Em janeiro de 2010, em seu desfile de inverno 2010 na SPFW se apresenta cantando camuflado por um chapéu de pelos, em seu próprio desfile.

Em junho de 2010, se apresenta novamente em seu desfile fazendo a trilha sonora ao vivo, encarnando personagem que transformava seu rosto em um globo de espelhos.

Lançou em 2011 seu cd autoral CDFH e em 2013 o cd VÍCIO de regravações do universo brega.

Lançou em 2011 o livro Algumas Palavras com textos poéticos e músicas de sua autoria.

Em junho de 2011 realiza o seu primeiro desfile/performance: Clarisse. Nesse desfile usando como trilha sonora um texto escrito e narrado por ele mesmo, dirige a performance em cena. Fause e mais 5 condutores, levam as modelos pelas mãos pela passarela, que de olhos vendados, andavam como se estivessem dormindo, repensando o andar tradicional de uma modelo. Esse desfile tem a presença dos bailarinos da Cia 8 Nova Dança e Nova dança 4 como Condutores e do ator e diretor Dagoberto Feliz como o Observador, que coloca caixas de música pelo espaço cênico completando a performance.

Em março de 2013, faz seu desfile performance mais famoso, O MUNDO MARAVILHOSO DO DR. F. no Teatro Faap, onde as modelos são substituídas por bonecas marionetes de 70 cm de altura, fazendo homenagem a todas as modelos que já desfilaram para ele.

Em outubro de 2013, realiza no Museu de Arte Brasileira, o MAB Faap, A FÁBRICA DO DR. F., onde uma fábrica cenográfica foi montada e toda

a coleção e a preparação da coleção foi feita aberta à visitação pública. Transformou as provas de roupa, casting, prova de maquiagem e etc. em performances e toda a sua equipe em performers. Essa performance fez parte do projeto ENTRADA FRANCA que também levou o desfile de Fause para a Av Paulista, numa performance inesperada no meio da rua.

Em abril de 2014, Fause faz a sua estréia como ator/performer, autor e encenador na peça A FEIA LULU, no Teatro Faap. Uma performance onde presta uma homenagem a Yves Saint Laurent e Pierre Bergé, usando o seu corpo e a sua história como estilista para contar a história desses personagens tão importantes do século XX.

Referências

  1. a b Fause Haten Puretrend.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote