Fluxo de caixa descontado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Agosto de 2008).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

O fluxo de caixa descontado é um método para avaliar a riqueza econômica de uma empresa dimensionada pelos benefícios de caixa a serem agregados no futuro e descontados por uma taxa de atratividade que reflete o custo de oportunidade dos provedores de capital.

Matematicamente[editar | editar código-fonte]

A formula simplificada do DCF para um período é:

FV = \sqrt[n]{1-d}

Onde

  • FV = o valor nominal do montante de cash flow num período futuro;
  • d = é a taxa de desconto, determinada pelo custo de capital e riscos do investimento,
  • n = é o número de períodos.

Ou


VE=FCL(n+1)+FCL(n+2)+FCL(n+3)+...FCL (n+x)

em que n é o período e x o fim do número de períodos

(1+ r)    (1+ r)^2    (1+ r)^3       (1+ r)^n

O Fluxo de Caixa Descontado pode ser calculado de duas maneiras;

a) para obter o fluxo de caixa dos acionistas(gerado após computados os efeitos de todas as dívidas para complementar o financiamento da empresa) e a segunda

b) é através do uso do FCL-fluxo de caixa livre (gerado após a dedução dos impostos, investimentos permanentes e variações esperadas no capital circulante líquido)

Ver também[editar | editar código-fonte]