Fraunhofer-Gesellschaft

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fraunhofer-Institut Schmallenberg

A Associação Fraunhofer (em alemão, Fraunhofer-Gesellschaft) é uma organização alemã de pesquisa, que conta com 58 institutos espalhados por toda a Alemanha, cada um deles tendo seu foco em um campo diferente da ciência aplicada. Ela emprega mais de 12.500 pessoas, principalmente cientistas e engenheiros, e tem um orçamento anual de pesquisa de cerca de 1,2 milhões de euros. Certo financiamento básico para a associação é prestado pelo Estado (o povo alemão, através do governo federal, em conjunto com os Estados federados alemães, é "proprietário" da Associação Fraunhofer). Ao mesmo tempo, cerca de dois terços do financiamento são adquiridos através de contratos de trabalho, esses tanto com o governo quanto com parcerias privadas.

O nome da associação é uma homenagem a Joseph von Fraunhofer, que como cientista, engenheiro e empresário, representava os objetivos da associação.

A organização tem ainda seis centros nos Estados Unidos, que compõem a "Fraunhofer USA", e três em países do continente asiático.[1]

O nome oficial da Associação Fraunhofer é Fraunhofer-Gesellschaft zur Förderung der Forschung angewandten, que em português significa literalmente Associação Fraunhofer para a promoção da pesquisa aplicada.

Um de seus projetos mais notáveis, e talvez o mais conhecido, seja o do algoritmo de compressão no formato MP3, inventado e patenteado pela Fraunhofer IIS. Suas receitas de licença geraram cerca de 100 milhões de euros em 2005.[1]

O Modelo Fraunhofer[editar | editar código-fonte]

O Modelo Fraunhofer existe desde 1973, e com base nele ocorreu o crescimento contínuo da associação de mesmo nome. De acordo com o modelo, a Associação ganha cerca de 70% de sua renda através de contratos com a indústria e de projetos específicos para o governo. Os outros 30% do orçamento, por sua vez, são adquiridos através de subsídios governamentais (federais e estaduais, na proporção de 9 para 1), e são utilizados para apoiar pesquisas preparatórias.

Assim, a dimensão do orçamento da associação depende em grande parte do seu sucesso em maximizar as receitas provenientes de comissões. Este modelo de financiamento não se aplica apenas aos serviços centrais da própria associação, mas também para cada uma de suas subdivisões, os institutos. Isso serve tanto para conduzir a Associação Fraunhofer em seu rumo estratégico de tornar-se uma líder na pesquisa aplicada, quanto para incentivá-la a ter uma abordagem flexível, autônoma e empreendedora sobre as prioridades de pesquisa demandadas pela sociedade.

Instituto Fraunhofer para Engenharia de Softwares e Sistemas[editar | editar código-fonte]

Como citado anteriormente, a Associação Fraunhofer atualmente coordena 58 institutos, cada um deles tendo seu foco em um campo diferente da ciência aplicada. O Instituto Fraunhofer de Engenharia de Softwares e Sistemas, ou ISST (abreviação provinda da nomenclatura original alemã), é sediado parte em Berlim, parte em Dortmund, tendo cada uma dessas divisões um foco específico de pesquisa.

Em Dortmund, o foco do instituto reside na Gerência de Comunicação Empresarial (Business Communication Management) e na Gerência de Integração de Serviço (Service Integration Management).

O ISST desenvolveu padrões, projetos e conceitos que permitem o desenvolvimento de sistemas confiáveis e complexos, que são baseados em inovações tecnológicas nas áreas de informação e de comunicação. A maior parte dos parceiros e clientes do ISST estão nas áreas de administração pública, gestão financeira e indústria automobilística. Recentemente, porém, há também um número notável de clientes do setor da saúde, da indústria da habitação e da gestão de eventos.[2]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Staff (March 2006). Fraunhofer-Gesellschaft: International Locations. Fraunhofer-Gesellschaft organisational web site. Página visitada em 2006-06-06.
  2. Staff (February 2009). Fraunhofer ISST. Site oficial do ISST (em alemão). Página visitada em 2009-02-19.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]