Groote Eylandt

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Groote Eylandt
Groote Eylandt está localizado em: Austrália
Groote Eylandt
13° 58' S 136° 35' E
Geografia física
País  Austrália
Localização Golfo de Carpentária
Área 2285  km²
Geografia humana
População 1539 (2007)
Densidade 0,7  hab./km²
Groote eylandt.jpg
Groote Eylandt em imagem de satélite

Groote Eylandt (em inglês: Groote Eylandt island)[1] é a maior ilha do Golfo de Carpentária, no nordeste da Austrália. É um território propriedade do povo Anindilyakwa (que ainda fala o isolado idioma Anindilyakwa).

Groote Eylandt fica a 50 km da costa norte do território continental e oriental da Terra de Arnhem (aproximadamente a 630 km de Darwin). Tem aproximadamente 50 km de este a oeste e 60 km de norte a sul, com área total de 2285 km². Tem relevo muito suave, com altitude média de apenas 15 m, embora o monte denominado Central Hill chegue à altitude de 219 m. Recebeu o nome dado pelo explorador Abel Tasman em 1644, que significa em neerlandês com grafia arcaica "Grande Ilha" (hoje seria escrita Groot Eiland).

História[editar | editar código-fonte]

Groote Eylandt foi avistada pela primeira vez pelos europeus em 1623, pelo navio neerlandês Arnhem. Porém, só em 1644, quando chegou Abel Tasman, é que a ilha teve um nome europeu. A primeira colónia na ilha foi feita em 1921, sob a forma de uma missão cristã. Durante a Segunda Guerra Mundial, em 1943, a missão mudou-se para Angurugu, já que a força aérea australiana requereu o uso da pista de aviação da missão. As ruínas da base ainda hoje se podem ver. A ilha foi usada como base de hidroaviões durante algum tempo. Em 1979, o controlo da ilha passou para os aborígenes locais.

Groote Eylandt é hoje terra de propriedade aborígene após o Acordo dos Direitos de Terras Aborígenes (NT) de 1976.

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Austrália é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Referências