Henry Seymour

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Henry Albert Seymour (Hayes, Kent, 1861-1938) foi um secularista, anarquista individualista, e editor britânico. Ele publicou o primeiro periódico anarquista em idioma inglês na Grã-Bretanha.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Henry Albert Seymour do frontispício de "A Reprodução de Som"

Seymour começou a se destacar em 1882, quando morava em Tunbridge Wells, Kent. Seymour foi o secretário da Sociedade Secular de Tunbridge Wells e ele foi condenado, no verão de 1882 por blasfêmia. [2]

Em 1885 Seymour publicou o primeiro periódico anarquista em idioma inglês na Grã-Bretanha, "The Anarchist". Ele começou a trabalhar na primeira edicao enquanto ainda vivia em Tunbridge Wells, embora não tenha sido publicada até que ele completou sua transferência para Islington, Londres.

O periódico foi publicado a partir de 1885 até 1888 e foi brevemente co-editado por Peter Kropotkin e Wilson Charlotte, os quais posteriormente passaram a editar o "Liberdade" após desentendimentos entre os três.[3]

Seymour é importante na história da anarquismo britanico, particularmente do anarquismo individualista, um ramo do anarquismo que diminuiu em influência na Grã-Bretanha desde o início do século XX. Seymour publicou um vasto leque de obras sobre temas anarquistas. Seymour estava envolvido em muitos grupos e causas durante os últimos do século XIX. Ele era um membro fundador da "Free Currency Propaganda"[4] e produziu um panfleto chamado The Monomaniacs – A fable in finance.[5]

Seymour assumiu editoria de O Adulto após a prisão de George Bedborough, o editor anterior.[4]

Em sua vida mais tarde Seymour envolveu-se na Francis Bacon Society, e foi o editor do jornal da sociedade, Baconiana.[6]

Seymour morreu em 3 de fevereiro de 1938.[6]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Seymour Henry. Michael Bakounine: A Biographical Sketch. [S.l.: s.n.].
  • Seymour Henry. Anarchy: Theory & Practice. London: [s.n.], 1888.
  • Seymour Henry. The Anarchy of Love: or the Science of the Sexes. London: [s.n.], 1888.
  • Seymour Henry. An Examination of the Malthusian Theory. London: [s.n.], 1889.
  • Seymour Henry. In: Proudhon Press. The Two Anarchisms. London: [s.n.], 1894.
  • Seymour Henry. The Monomaniacs: a Fable in Finance (reprinted from London Liberty). London: W. Reeves, 1895.
  • Seymour Henry. The Fallacy of Marx's Theory of Surplus-Value. [S.l.]: Murdoch & Co, 1897.
  • Seymour Henry. The Physiology of Love: a Study in Stirpiculture, etc. London: L.N. Fowler & Co., 1898.
  • Seymour Henry. The Reproduction of Sound. Being a description of the mechanical appliances and technical processes employed in the art. London: W B Tattersall, 1917.[7] [8]

Referências

  1. Rooum, Donald. (Summer 2008). "Freedom, Freedom Press and Freedom Bookshop: A short history of Freedom Press". Information for Social Change (27). ISSN 1756-901X.
  2. 'The Anarchist and Freedom... and Dan Chatterton. Página visitada em 24 janeiro 2012.
  3. History, Freedom Press – The Home of Freedom Books and Freedom Newspaper (22 fevereiro 1999). Página visitada em 24 janeiro 2012.
  4. a b The English Individualists As They Appear In Liberty. Página visitada em 24 janeiro 2012.
  5. Pamphlets – Henry Albert Seymour blog (8 julho 2011). Página visitada em 24 janeiro 2012.
  6. a b "Henry Seymour". Baconiana, A Periodical Magazine 23. London: Robert Banks & Son.
  7. Bulletin of the Public Library of the City of Boston. [S.l.]: Boston Public Library Trustees, 1919. vol. Two.
  8. In Search of Opera. [S.l.]: Princeton University Press, 2001.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Henry Seymour».


Ícone de esboço Este artigo sobre Anarquismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.