Hepatite autoimune

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Fevereiro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.

A hepatite autoimune (HAI) é uma doença causada por um distúrbio do sistema imunológico, que passa a reconhecer as células do fígado (principalmente hepatócitos) como estranhas e desencadeia uma inflamação crônica e destruição progressiva das mesmas, evoluindo na maioria dos casos diagnosticados para cirrose e suas complicações. Cirrose biliar primária, colangite esclerosante primária, colangite autoimune e outras hepatopatias crônicas que têm bases imunológicas, pelas suas manifestações colestáticas e pela resposta insatisfatória à corticoterapia. A hepatite autoimune provavelmente é um conjunto de doenças diferentes, como pode-se observar pelas manifestações, achados laboratoriais, evolução e resposta ao tratamento tão distintos que o diagnóstico faz-se por meio de um sistema de score (pontuação) e há descrições de subtipos diferentes de hepatites autoimunes, descritos abaixo.

Características[editar | editar código-fonte]

A hepatite autoimune é caracterizada por:

  • anticorpos contra pontos específicos dos hepatócitos (nucleares, citosólicos ou microssomais);
  • aumento nas gamaglobulinas (proteínas do sistema imunológico), especialmente a IgG;
  • pelo menos hepatite de interface (necrose em saca-bocado ou hepatite periportal) à biópsia hepática;
  • melhora com a corticoterapia;
  • os primeiros sintomas surgem em períodos de exacerbação da doença, podendo ser fatais;
  • ausência de achados clínicos ou laboratoriais que indiquem outra causa para a hepatite.

Sintomas[editar | editar código-fonte]

Alguns sintomas que podem ajudar no diagnóstico da doença:

  • Fadiga;
  • Mal estar;
  • Perda de energia;
  • Maior necessidade de sono;
  • Dores articulares;
  • Náusea;
  • Perda de apetite;
  • Perda de peso;
  • Dor abdominal;
  • Icterícia (cor amarelada de pele e mucosas[principalmente na esclera ocular{parte branca dos olhos}]);
  • Hematomas;
  • Amenorréia (ausência de fluxo menstrual).

Diagnóstico[editar | editar código-fonte]

Como não há um exame específico para a HAI, o diagnóstico é baseado em um score (sistema de pontos), onde características da HAI "ganham" pontos e características que sugiram outras causas "perdem" pontos. Antes do tratamento, pontuação maior de 15 significa diagnóstico de certeza e de 10 a 15 seria uma "provável" HAI. Como uma das características da HAI é a melhora com a corticoterapia, há pontuação após o tratamento: acima de 17, "certeza" e entre 12 e 17 "provável". Essa diferenciação existe porque geralmente é necessário um diagnóstico provável ou de certeza para começar um tratamento. Se esse tratamento não surtir nenhum efeito benéfico, é pouco provável que o diagnóstico de HAI esteja correto.

Hepatite Auto-Imune - Diagnóstico.JPG

Ligações externas[editar | editar código-fonte]