Hibridoma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Hibridomas são linhagens celulares desenvolvidas para produzir um anticorpo desejado em grande quantidade.

Para produzir anticorpos monoclonais, linfócitos B são removidos do baço de algum animal no qual o antígeno do anticorpo desejado tenha sido previamente inoculado. Esses linfócitos são então "fundidos" com células de mieloma (tumores de linfócitos B), que tem a capacidade de se reproduzirem, em cultura, indefinidamente. As células resultantes dessa fusão são denominadas de hibridomas. Essas se reproduzem indefinitamente, produzindo grandes quantidades do anticorpo desejado.

Uma seleção positiva, entretanto, é necessária. Essa seleção é feita pelo cultivo dos hibridomas em meios de cultura específicos e consequente separação dos clones desejados. Inicialmente são células tetraplóides, mas são colocadas num meio que contêm substâncias que vão silenciar os genes que não interessam e mais tarde adicionam outras substâncias que vão provocar perda cromossómica da informação genética que não interessa.


Ícone de esboço Este artigo sobre Biologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.