Historia Regum Britanniae

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde Janeiro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Historia Regum Britanniae (História dos reis da Bretanha, em latim) é uma crónica pseudo-histórica relativa à Grã-Bretanha, escrita pelo galês Godofredo de Monmouth, entre os anos 1130 e 1136. O livro aborda as vidas dos reis dos bretões, cronologicamente, começando com os troianos que escaparam da guerra de Troia e fundaram a nação britânica e termina quando os anglosaxónicos tomaram o controlo do país no século VII. Trata-se de uma das peças centrais da Matéria da Bretanha.

O livro possui escasso valor histórico, pois é pouco exacto nos eventos que relata. Mas é uma valiosa obra de literatura medieval, que contém a mais antiga versão conhecida da história do Rei Lear e das suas três filhas e ajudou a que os leitores, que não falavam galês, conhecessem a lenda do rei Artur.

Gozou de grande êxito durante a idade Média, assim como a sua principal tradução para romance, o Roman de Brut, do poeta Wace.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Texto disponível na internet[editar | editar código-fonte]