Hospital Santa Marcelina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hospital
Hospital Santa Marcelina
Congregação das Irmãs de Santa Marcelina
Fachada do hospital
Localização São Paulo,  Brasil
Fundação 1961
Tipo Filantrópico
Universidade afiliada Faculdade Santa Marcelina
Leitos 721
Site http://www.santamarcelina.org/
editar

O Hospital Santa Marcelina está localizado na Rua Santa Marcelina, 177 no Bairro de Itaquera em São Paulo. É o maior hospital da Zona Leste de São Paulo e um dos quatro hospitais de grande porte na cidade. É administrado pela Congregação das Irmãs de Santa Marcelina. Cerca de 87% de seus serviços são prestados ao SUS e 13% à saúde complementar.[1] .

Atende, diariamente, cerca de três mil pessoas. Grande parte dessa demanda espontânea é dirigida ao seu pronto-socorro, encaminhada pelos demais serviços de saúde da Zona Leste e é composta pelos casos que não conseguem atender. Possui 721 leitos (sendo 79 de terapia intensiva).

O Hospital foi inaugurado em 1961, na presença de representantes da população local de Itaquera, que contava então com cerca de 60.000 habitantes. Na época, possuía 150 leitos, um laboratório de análises clínicas, uma sala de radiologia, uma de parto, duas de emergência e duas de cirurgia. Contava com um corpo clínico de sete médicos e trinta funcionários, que dirigidos pela Diretora-fundadora, Irmã Sophia Marchetti, atendiam a população da região.

Residência Médica[editar | editar código-fonte]

As seguintes especialidades são oferecidas com acesso pela prova do SUS-SP realizada pela Fundação Carlos Chagas: Anestesiologia, Cardiologia, Cancerologia Pediátrica, Cirurgia de Cabeça e Pescoço, Cirurgia do Aparelho Digestivo, Cirurgia Geral, Cirurgia Pediátrica, Cirurgia Plástica, Cirurgia Vascular, Cirurgia Endovascular, Clínica Médica, Coloproctologia, Endocrinologia, Geriatria, Hematologia/Hemoterapia, Infectologia, Mastologia, Medicina da Família e Comunidade, Medicina Intensiva Pediátrica, Nefrologia, Neonatologia, Neurocirurgia, Neurologia, Obstetrícia e Ginecologia, Ortopedia e Traumatologia, Otorrinolaringologia, Pediatria, Pneumologia, Psiquiatria, Radiologia, Radioterapia, R3 de Pediatria, Urologia e Urologia/Transplante Renal. [2]

Faculdade de Medicina[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2012, inicia-se a graduação em Medicina com 50 vagas por semestre.[3] A instituição já oferecia cursos na área da saúde: Nutrição, Enfermagem e Fisioterapia.

Referências

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um hospital ou uma instituição de saúde é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.