INETI

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O INETI (Instituto Nacional de Engenharia, Tecnologia e Inovação) era a maior instituição portuguesa de investigação e desenvolvimento (I&D), nas áresa da ciência e da tecnologia. O INETI é uma instituição do Estado Português, funcionando sob a tutela do ministério responsável pela indústria e energia (atualmente, o Ministério da Economia e da Inovação). A maior parte das unidades de I&D do INETI estão instaladas num amplo campus tecnológico situado no Paço do Lumiar (Lisboa). Por decisão do Governo, tomada em 2006, o INETI encontra-se em processo de extinção, passando grande parte das suas competências para o novo Laboratório Nacional de Energia e Geologia (LNEG).


Missão[editar | editar código-fonte]

O INETI tinha, como missão, a promoção da inovação tecnológica e a orientação da ciência e tecnologia para o desenvolvimento empresarial, contribuindo para o aumento da competitividade da economia portuguesa. Além das atividades de I&D, o INETI atuava, também, como consultor científico e tecnológico de instituições públicas e privadas.

As atividades de I&D e de consultadoria do INETI focalizavam-se nos seguintes domínios:

  1. Energia;
  2. Novos sistemas, processos e produtos;
  3. Gestão ambiental e sustentabilidade;
  4. Recursos e riscos geológicos;
  5. Proteção, saúde e segurança do cidadão;
  6. Defesa e espaço;
  7. Apoio laboratorial e ensaios.


História[editar | editar código-fonte]

O INETI tem origem no Laboratório Nacional de Engenharia e Tecnologia Industrial (LNETI), cuja criação havia sido prevista já na lei orgânica do Ministério da Indústria e Tecnologia de 1977 e que acabaria por ser implementada em 1979. Ao ser criado, o LNETI absorveu os serviços de I&D da antiga Junta de Energia Nuclear - criada em 1954 - e do antigo Instituto Nacional de Investigação Industrial - criado em 1959 -, além dos serviços de I&D nos setores da indústria e da energia de outros departamentos de administração pública. A organização incluía vários departamentos de investigação que se poderiam agrupar, dentro do próprio INETI, em institutos públicos semi-autónomos.

Em 1992, a estrutura do LNETI foi aligeirada, sendo os seus institutos extintos. O LNETI deixou de ser um agrupamento de institutos, passando a ser, ele próprio, um instituto público, mudando a sua designação para Instituto Nacional de Engenharia e Tecnologia Industrial (INETI). Foi prevista a autonomização do Instituto de Ciências e Engenharia Nucleares do LNETI, que, no entanto se manteria, provisoriamente sob tutela do INETI até 1994, quando foi transformado no Instituto Tecnológico e Nuclear.

Em 2004, o INETI absorveu o Instituto Geológico e Mineiro, mudando a sua designação para Instituto Nacional de Engenharia, Tecnologia e Inovação (mantendo a sigla "INETI").

O Governo decide, em 2006, extinguir o INETI, criando, para o substituir - em grande parte das suas valências - o Laboratório Nacional de Engenharia e Geologia (LNEG). Desde então, o INETI encontra-se em processo de extinção e de integração no LNEG.

Organização[editar | editar código-fonte]

De acordo com a última orgnização, o INETI estava sob tutela do Ministério da Economia e da Inovação e incluía:
1) Conselho Directivo;

2) Conselho Científico;

3) Serviços centrais:
a) Direcção de Serviços de Gestão Financeira e Patrimonial;
b) Direcção de Serviços de Gestão Administrativa;
c) Direcção de Serviços de Apoio Técnico e Manutenção;
d) Direcção de Serviços de Informática e Comunicações;
e) Grupo de Estudos de Prospectiva, de Planeamento e Análise;
f) Gabinete Jurídico;
g) Gabinete de Auditoria;
h) Grupo de Trabalho Informação e Comunicação.

4) Unidades de I&D:
a) Laboratório de Tratamentos de Superfícies e Revestimentos;
b) Laboratório de Medidas Eléctricas;
c) Laboratório de S. Mamede Infesta;
d) Laboratório de Ensaio de Colectores Solares;
e) Laboratório de Apoio às Actividades Aeroespaciais (Óptica e Lasers);
f) Centro para o Desenvolvimento Empresarial Sustentável;
g) Centro de Informação Técnica para a Indústria;
h) Centro de Informação Científica e Técnica;
i) Centro de Gestão e de Engenharia de Formação;
j) Museu Geológico;
k) Divisão de Sondagens;
l) Divisão de Geofísica;
m) Departamento de Energias Renováveis;
n) Departamento de Modelação e de Simulação de Processos;
o) Departamento de Geologia;
p) Departamento de Engenharia Energética e de Controlo Ambiental;
q) Departamento de Materiais e Tecnlogias de Produção;
r) Departamento de Geologia Marítima;
s) Departamento de Electrónica;
t) Departamento de Biotecnologia;
u) Departamento de Prospecção de Minérios Metálicos;
v) Departamento de Tecnologia de Indústrias Alimentares;
w) Departamento de Tecnologia de Indústrias Químicas;
x) Departamento de Prospecção de Rochas e Minerais Não Metálicos.


Fontes[editar | editar código-fonte]


Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.