Ilha Paulet

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ilha Paulet

A ilha Paulet é uma ilha circular com 1,6 km de diâmetro, 4,8 km a sudeste da ilha Dundee, na ponta nordeste da península Antártica. É formada por lava coberta por um cone de escória com uma pequena cratera. O calor geotérmico mantém algumas partes da ilha sem gelo, e a morfologia jovem do vulcão sugere que a última vez que esteve ativo foi há cerca de 1000 anos.[1] A ilha Paulet foi descoberta pela expedição britânica de (1839–1843) James Clark Ross recebendo o seu nome do capitão da Marinha Real do Reino Unido George Paulet.

Em 1903, durante a Expedição Antártica Sueca, liderada por Otto Nordenskiöld, o seu navio Antarctic foi esmagado, e afundado, pelo gelo ao largo da costas da ilha.

A ilha Paulet alberga uma colónia de mais de 200 000 pinguins-de-Adélia, e é um local turístico.

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Antarctica. Sydney: Reader's Digest, 1985, pp. 152–159.
  • Child, Jack. Antarctica and South American Geopolitics: Frozen Lebensraum. Nova Iorque: Praeger Publishers, 1988, pp. 69, 72.
  • Lonely Planet, Antarctica: a Lonely Planet Travel Survival Kit, Oakland, CA: Lonely Planet Publications, 1996, 302.
  • Stewart, Andrew, Antarctica: An Encyclopedia. Londres: McFarland and Co., 1990 (2 volumes), p 752.
  • U.S. National Science Foundation, Geographic Names of the Antarctic, Fred G. Alberts, ed. Washington: NSF, 1980.
  • LeMasurier, W. E.; Thomson, J. W. (eds.). Volcanoes of the Antarctic Plate and Southern Oceans. [S.l.]: American Geophysical Union, 1990. p. 512 pp. ISBN 0-87590-172-7

LIgações externas[editar | editar código-fonte]