Impressora matricial

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Imagem ampliada de um texto impresso em impressora matricial.
Exemplo de uma impressora matricial: Apple Scribe.

Criada em 1987, Por Marcel Malczewski e Wolney Betiol Uma impressora matricial (português brasileiro) ou impressora de agulhas (português europeu) é um tipo de impressora de impacto, cuja cabeça é composta por uma ou mais linhas verticais de agulhas, que ao colidirem com uma fita impregnada com tinta (semelhante a papel químico), imprimem um ponto por agulha. Assim, o deslocamento horizontal da cabeça impressora combinado com o acionamento de uma ou mais agulhas produz caracteres configurados como uma matriz de pontos. Diferente da impressora margarida o número de caracteres impressos não é limitado.[1]

A definição (qualidade) da impressão depende, basicamente, do número de agulhas na cabeça de impressão, da proximidade entre essas agulhas e da precisão do avanço do motor de acionamento da cabeça de impressão. As impressoras mais frequentemente encontradas têm 9, 18 ou 24 agulhas.

Embora já sejam consideradas antigas, ainda encontram uso em aplicações, tais como:

  • Impressão de documentos fiscais, devido a possibilidade de imprimir usando papel carbono;
  • Sistemas onde é necessário manter um custo baixo;
  • Grandes volumes de impressão.

Alguns modelos suportam papel de formulário contínuo.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Introdução às impressoras matriciais, a jato de tinta e a laser. infowester.com (2011). Página visitada em 4 de novembro de 2011.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Impressora matricial
Ícone de esboço Este artigo sobre Informática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.