Instituto Weizmann de Ciência

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O acelerador de partículas do Instituto Weizmann da Ciência em Rehovot.

O Instituto Weizmann da Ciência (מכון ויצמן למדע) é um instituto de ensino superior e de pesquisa, situado em Rehovot, Israel. Em contraste com outras Universidades Israelitas não oferece cursos de bacharelado, e só oferece cursos de mestrado e doutoramento na área das ciências naturais.

Fundado em 1934 por Chaim Weizmann com o nome de Instituto de Pesquisa Daniel Sieff, foi expandido e formalmente rededicado como o Instituto Weizmann da Ciência em 2 de novembro de 1949. No seguimento da posterior expansão e com a acreditação como estabelecimento de ensino superior, hoje ele pode ser melhor descrito como uma universidade de pesquisa. Tem actualmente cerca de 2.500 estudantes e membros do staff e oferece graus de Mestrado e Doutoramento em Matemática, Informática, Física, Química, e Biologia, bem como diversos programas interdisciplinares.

Dois professores da Faculdade de Ciências de Informação, Amir Pnueli e o criptografo Adi Shamir, foram galardoados com o Prémio Turing (considerado como o equivalente ao Prémio Nobel nas ciências de informação).

Em 2009, a professora do Departamento de Estruturas Biológicas, Ada Yonath recebeu o Nobel de Química, juntamente com Venkatraman Ramakrishnan e Thomas Steitz.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]