Interferão beta-1a

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Interferão beta-1a
Star of life caution.svg Aviso médico
Nome IUPAC (sistemática)
 ?
Identificadores
CAS  ?
ATC  ?
PubChem  ?
DrugBank DB00060
ChemSpider NA
Informação química
Fórmula molecular C908H1408N246O252S7 
Massa molar  ?
Farmacocinética
Biodisponibilidade  ?
Metabolismo  ?
Meia-vida  ?
Excreção  ?
Considerações terapêuticas
Administração  ?
DL50  ?

Interferão beta-1a (também designado interferão beta-1-alfa ou beta-interferona 1a) é um fármaco da família dos interferões usado no tratamento de esclerose múltipla.[1] É produzido nas células de mamíferos, enquanto que o interferão beta-1b é produzido em E. coli modificadas. Os interferões demonstraram conseguir uma redução de 18 a 38 % na taxa de recidivas de EM.[2] Não existe ctualmente cura para a EM. Um tratamento à base de interferões pode atrasar sua a progressão, embora isto seja altamente controverso.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Murdoch D, Lyseng-Williamson KA. (2005). "Spotlight on subcutaneous recombinant interferon-beta-1a (Rebif) in relapsing-remitting multiple sclerosis". BioDrugs 19 (5): 323–5. DOI:10.2165/00063030-200519050-00005. PMID 16207073.
  2. Stachowiak PhD., Julie (2008). Is Avonex Right for You?. Visitado em 2008-05-07.
  3. Kappos, L; Freedman MS, Polman CH, Edan G, Hartung HP, Miller DH, et al.. (2009). "Long-term effect of early treatment with interferon beta-1b after a first clinical event suggestive of multiple sclerosis: 5-year active treatment extension of the phase 3 BENEFIT trial.". Lancet Neurol.: 2009;8(11):987-97. PMID 19748319.